Windows 11 irá apresentar configurações avançadas em ´multi-monitores´

0
100

Ao usar dois ou mais monitores com o Windows 10, pode ter encontrado um problema em que programas ou separadores abertos são movidos para um local diferente do monitor ou amontoados num único ecrã quando deixa o dispositivo em pausa por algum tempo e entra no modo de suspensão .

Esse problema de exibição é compreensivelmente frustrante e foi sinalizado como um problema por muitos utilizadores no Hub de Feedback da Microsoft. Felizmente, conforme detectado na versão do ´leak´ do Windows 11, a Microsoft introduziu um novo recurso que permitirá ao sistema operacional memorizar as localizações das janelas com base na conexão do monitor.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Se fizer o download e instalar a nova versão do Windows quando for lançado ainda este ano, terá acesso a novos controlos de vídeo e os problemas com vários monitores serão completamente corrigidos. Este problema é resultado da Detecção rápida de ´hot plug´ (Rapid HPD), que afeta os vários monitores DisplayPort e afeta as guias e programas que antes eram organizados de maneira organizada.

No Windows 11, a Microsoft atenuou os problemas de reorganização da área de trabalho e os utilizadores poderão habilitar o recurso nas configurações de vídeo, conforme mostrado na captura de ecrã.

Além de melhorias no rearranjo de aplicações, há outro recurso opcional que minimizará as suas janelas quando o monitor secundário for desconectado. Habilitar esses dois recursos pode aumentar a eficiência quando quiser gerir janelas ao trabalhar em vários programas.

A compilação deste ´leak´ deu agora uma visão interessante da nova experiência neste ajuste. No Windows, o ajuste basicamente permite que os utilizadores executem aplicações lado a lado no seu monitor principal ou secundário, e podemos facilmente ter até quatro aplicações. O Windows é capaz de dimensionar automaticamente as janelas quando as arrasta para áreas diferentes do ecrã.

Com o Windows 11, a Microsoft irá introduzir uma nova experiência de ajuste que pode ser acedida quando passa o mouse sobre o botão de maximizar da janela de uma aplicação. Como pode ver também na imagem, a nova experiência de ajuste oferece seis layouts (dependendo da resolução do ecrã).

Um layout permite executar aplicações lado a lado e outra opção permite que tenha três aplicações divididos no ecrã. Claro, também poderá ter aplicações divididas em quatro partes do ecrã ou pode dar prioridade (área extra) a um dos lados.

O Windows 10 já existe há algum tempo, mas pouco foi feito para melhorar a experiência de vários monitores para os utilizadores. E usar mais do que um monitor em 2021 também não é uma coisa rara. E é assim que um número crescente de utilizadores pediu à Microsoft para fazer algo a esse respeito no Centro de Feedback e podemos finalmente ver a empresa a fazer alguns esforços. O Windows 11 finalmente apresentará configurações avançadas de vários monitores.

Resumindo, e no ´leak´ recente do Windows 11, há uma opção que permite ao sistema operativo lembrar a localização de cada janela com base na conexão do monitor, ao deixar várias janelas abertas em ambos os monitores, e ao reconectar um monitor ou ao despertar o PC.

Isso deve potencialmente corrigir o problema de mover janelas ou guias aleatórias ou acumular todos as aplicações abertas num dos monitores. Além disso, assim que desconectar um dos seus monitores, em vez de mover o programa para o monitor ainda conectado, o sistema operativo minimizará a aplicação.

Fonte: GSMArena