WhatsApp limita acesso a recursos para quem não aceitar novos termos de privacidade

0
137

O WhatsApp voltou atrás após a polêmica decisão de suspender imediatamente a conta de quem não aceitasse os novos termos de uso e privacidade do aplicativo. As mudanças são referentes à coleta de dados, e a obrigatoriedade em concordar com as novas regras desagradou aos usuários da plataforma.

Agora, apesar de não impedir totalmente o acesso neste primeiro momento, o aplicativo vai restringir determinadas funcionalidades para aqueles que recusarem os Termos de Serviço e a Política de Privacidade do WhatsApp. Recentemente, a empresa explicou o que poderá acontecer nestes casos.

Leia também: Nubank já liberou pagamentos via WhatsApp com cartão de débito. Consulte se saiu pra você

“Você não poderá acessar sua lista de conversas, mas ainda poderá atender chamadas de voz e de vídeo. Se você já recebe as notificações do WhatsApp, você poderá tocar nelas para ler e responder a mensagens e para retornar chamadas de voz e de vídeo perdidas”, diz a postagem na Central de perguntas e respostas do WhatsApp.

“Após algumas semanas do uso limitado dos recursos, você não poderá mais receber chamadas nem notificações, e o WhatsApp não enviará mais mensagens e chamadas para seu celular”, acrescentou a empresa.

Ou seja, os usuários que não concordarem com os novos termos vão perder o acesso ao aplicativo de forma gradativa, com suas funções ficando tão limitadas a ponto de deixar o mensageiro praticamente sem possibilidade de uso.

Ao site TecMundo, o WhatsApp afirmou que as mensagens sobre as mudanças na política de uso do aplicativo estão sendo enviadas aos usuários há algum tempo, mas as notificações devem ser reforçadas nas próximas semanas para não prejudicar ninguém por falta de informação.