WhatsApp faz atualização contra spywares após receber ataque…

0
93
WhatsApp faz atualização contra spywares após receber ataque…
WhatsApp faz atualização contra spywares após receber ataque…

Como um dos apps de mensagens instantâneas mais utilizado o mundo, WhatsApp é bem reconhecido por utilizar alguns modos de segurança e privacidade de destaque. Porém, nem tudo é certeza, e mesmo ele pode ainda ser alvo de falhas de defesas em suas barreiras. Enfim, a questão é que o Whatsapp, está incentivando os usuários a atualizarem para a versão mais recente do aplicativo. Isso está ocorrendo depois da descoberta de uma vulnerabilidade em seu sistema de defesa.

Esta falha permitia que o spyware fosse injetado no telefone de um usuário por meio da função de chamada telefônica do aplicativo. Enfim, como podemos perceber este não é um problema pequeno, afinal um Spyware é um dos mais prejudiciais vírus de todos.

O vírus

Mas antes de se perguntar como eles descobriram, temos que primeiro divulgar que tudo foi controlado. Por isso não existem muitos motivos para pânico por ai. O spyware foi desenvolvido pela empresa israelense de inteligência cibernética NSO Group, de acordo com o Financial Times. Esta mesma empresa foi a responsável por relatar a vulnerabilidade.

Os invasores podem transmitir o código malicioso para o dispositivo de um alvo, chamando o usuário e infectando a chamada, independentemente de o destinatário ter ou não atendido a chamada. Logs das chamadas recebidas foram muitas vezes apagados, de acordo com o relatório.

O WhatsApp disse que a vulnerabilidade foi descoberta este mês e que a empresa resolveu rapidamente o problema dentro de sua própria infraestrutura. Uma atualização para o aplicativo foi publicada segunda-feira, e a empresa está encorajando os usuários a atualizarem-se de uma abundância de cautela.

A vulnerabilidade foi usada em uma tentativa de ataque ao telefone de um advogado do Reino Unido em 12 de maio, informou o FT. O advogado, que não foi identificado pelo nome, está envolvido em uma ação contra a NSO trazida por um grupo de jornalistas mexicanos, críticos do governo e um dissidente da Arábia Saudita.

“O ataque tem todas as características de uma empresa privada supostamente que trabalha com os governos para entregar spyware que assume as funções dos sistemas operacionais de telefonia móvel”, disse o WhatsApp em um comunicado. “Informamos várias organizações de direitos humanos para compartilhar as informações que podemos e trabalhar com elas para notificar a sociedade civil.”

A NSO

O Grupo NSO disse ao FT que estava investigando os ataques do WhatsApp.

“Sob nenhuma circunstância, a NSO estaria envolvida na operação ou identificação de alvos de sua tecnologia, que é operada exclusivamente por agências de inteligência e policiais”, disse o NSO Group ao FT. “A NSO não usaria ou não poderia usar sua tecnologia para atacar qualquer pessoa ou organização, incluindo esse indivíduo”.

A NSO limita as vendas de seu spyware, o Pegasus, às agências de inteligência estaduais. Os recursos do spyware são quase absolutos. Uma vez instalado em um telefone, o software pode extrair todos os dados que já estão no dispositivo, além de criar novos dados usando o microfone e a câmera do telefone para gravar ambiente do usuário e sons ambientes, de acordo com um relatório de 2016 do New York Times .

Fonte

Veja também…

Deixe uma resposta