Você pode ter direito a mais de 20 benefícios por meio do CadÚnico; Entenda como

0
151

É provável que você já tenha ouvido falar sobre o Cadastro Único (CadÚnico), afinal de contas ele foi muito falado principalmente durante o ano de 2020, pois foi por meio dele que muitas famílias conseguiram receber o auxílio emergencial devido a crise causada pela pandemia da covid-19.

Além disso, anteriormente também já era conhecido por ser o cadastro necessário para a participação no programa Bolsa Família. Por mais que muita gente já tenha ouvido falar sobre o cadastro, a maior parte não sabe exatamente para que ele serve.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

O Cadastro Único é um cadastramento para participação de programas sociais oferecidos pelo governo federal. Ele foi criado em 2001, e visa realizar uma identificação das famílias em situação de vulnerabilidade social em situação de pobreza e extrema pobreza.

Através desse cadastro, o Ministério da Cidadania pode, de maneira mais precisa, desenvolver políticas públicas que tragam melhores condições de vida para essas famílias.

O Bolsa Família é o programa mais conhecido oferecido através desse cadastro, entretanto, são mais de 20 programas disponíveis para a população que encontra-se em situação de vulnerabilidade, que são oferecidos através do CadÚnico. Conheça todos eles a seguir:

  • Auxílio Emergencial durante a pandemia de covid-19
  • Água para todos
  • Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Bolsa Estiagem
  • Bolsa Família
  • Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental)
  • Carta Social
  • Carteira do Idoso
  • Casa Verde e Amarela
  • Crédito Instalação
  • ENEM
  • Identidade Jovem (ID Jovem)
  • Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti)
  • Programa Brasil Alfabetizado
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
  • Programa Nacional de Reforma Agrária
  • Programas Cisternas
  • Rural
  • Serviços Assistenciais
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Telefone Popular

Para fazer a inscrição no Cadastro Único é necessário que você esteja inserido em um núcleo familiar que possua renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou renda familiar total de até três salários mínimos.

Além disso, pessoas que encontram-se em situação de rua também podem se inscrever no cadastro. Nesse caso, o cadastro pode ser feito independente da questão familiar.

Para fazer o cadastro é necessário que o chefe familiar dirija-se até o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) do seu município, munido do seu CPF ou título de eleitor e solicite a inscrição no cadastro. Caso o responsável seja indígena, deverá responder o questionário solicitado e apresentar no mínimo um documento de cada um dos membros da família, podendo ser:

– Certidão de nascimento

– Certidão de casamento

– CPF

– RG

– Certidão administrativa de nascimento do indígena (RANI)

– Carteira de trabalho

– Título de eleitor.

Leia ainda: Veja quais são os benefícios previstos para integrar o novo Bolsa Família