Um veterano e um novato; saiba quem são os novos representantes da Paraíba no senado

0
53

O Senado paraibano contará com dois novos representantes após os pedidos de afastamento de Daniella Ribeiro (PP) e Veneziano Vital do Rêgo (PSB) que ocorrerá até janeiro do próximo ano. Ney Suassuna é um veterano na política. Já Diego, nunca ocupou nenhum cargo eletivo, mas já participou de gestões públicas. Veja a trajetória dos dois:

 

Ney Suassuna

Em 1990 Ney Suassuna foi eleito primeiro suplente do ex-senador Antônio Mariz, ficando como suplente até 1994, quando se torna o titular após a eleição de Antônio Mariz ao governo da estado da Paraíba.

Em 1998 se candidatou à reeleição pelo PMDB enfrentando o ex-governador do estado Tarcísio Burity e, com o apoio do então governador José Maranhão e do então senador Ronaldo Cunha Lima, derrotou Burity e se elegeu senador, com 455.359 votos,[2] tendo como suplentes Robson Khoury e Maria de Fátima Pinto de Sá Pires, ambos também filiados ao PMDB.

Em janeiro de 2002 foi nomeado pelo então presidente da República Fernando Henrique Cardoso para assumir o Ministério da Integração Nacional.

Em 2005 foi eleito o líder do PMDB no Senado Federal.

Diego Tavares

Já foi secretário de Articulação Governamental de João Pessoa, secretário de Comunicação e esteve à frente do Banco Cidadão, fomentando créditos para micros e pequenos empresários. Sua folha de serviços ampliou-se com a passagem pelo Instituto de Previdência do Município.

Diego esteve até o fim de julho como secretário de Desenvolvimento Social de João Pessoa.