Um Lugar ao Sol marca pior ibope de último capítulo das 21h em 54 anos

Ravi dá um abraço em Christian no último capítulo de Um Lugar ao Sol

Nem mesmo o último capítulo de Um Lugar ao Sol foi capaz de dar alguma dignidade para a trama no quesito audiência. Aposta da Globo para a retomada completa do seu principal horário de teledramaturgia após a pausa forçada pela crise sanitária, a história criada por Lícia Manzo entrou para a história da emissora como um fracasso retumbante: ao decorrer de seus 119 capítulos, a novela empilhou recordes negativos e não atingiu bons índices nem mesmo em seu desfecho, ao ponto de seu final ter tido menos ibope do que os 85 folhetins exibidos nos últimos 54 anos.

De acordo com os índices prévios da Grande São Paulo, obtidos pela reportagem do TV Pop com fontes do mercado, o último capítulo da trama protagonizada por Cauã Reymond marcou 24,2 pontos de média em sua faixa horária completa, das 21h32 às 23h02, e foi sintonizada por 40,2% dos televisores ligados na região. Trata-se do pior índice registrado por um final de novela das 21h desde Passo dos Ventos, transmitida entre 1968 e 1969. Ao decorrer de seus capítulos, Um Lugar ao Sol teve média de 22,2 — o pior número desde Rosa Rebelde, que cravou 22,0 em 1969.

Com um desfecho apagado para a maior parte do público, o fim da história dos gêmeos Christian e Christofer/Renato não conseguiu ter um bom rendimento nem mesmo no Painel Nacional de Televisão. Os dados prévios das 15 regiões metropolitanas que contam com aferição de audiência em tempo real apontam que, sem levar em consideração o público das operadoras de televisão por assinatura, o folhetim marcou média de 23,0 pontos em seu último capítulo, com um pico de 27,1 em seu último minuto no ar.

Na principal metrópole do país, Um Lugar ao Sol sequer conseguiu chegar perto de seu recorde de audiência: o capítulo mais assistido da trama, veiculado na noite de 8 de março, marcou 25,4 pontos de média e teve o seu desempenho potencializado por conta da eliminação de Jade Picon do Big Brother Brasil. Maior audiência televisiva do ano até agora, a saída da influenciadora da casa mais vigiada do Brasil acabou impulsionando a novela das 21h, que atingiu pico de 31 pontos neste dia com a espera para o episódio do reality show comandado por Tadeu Schmidt.

Mesmo com o desempenho historicamente negativo para os padrões da faixa de novelas mais assistida da televisão brasileira, a trama assinada por Lícia Manzo conseguiu manter a tradicional hegemonia da Globo como líder de audiência na maioria esmagadora de seus capítulos. A única exceção foi para a noite de 16 de novembro de 2021, em que a novela foi antecedida por uma partida de futebol e acabou sendo superada em vários minutos por A Fazenda, além de ter registrado menos audiência do que Gênesis, então transmitida pela Record na faixa das 21h.

A notícia: Um Lugar ao Sol marca pior ibope de último capítulo das 21h em 54 anos é crédito do site TV Pop.