Sandy revela desejo de interpretar vilã e diz se voltará a trabalhar como atriz

GPS da FAMA

Sandy faz revelação
A cantora Sandy (Foto: Divulgação)

A cantora Sandy deixou seus fãs eufóricos ao revelar sentir saudades da época em que atuava e o desejo de voltar a trabalhar na TV.

A artista visitou os estúdios de O Outro Lado do Paraíso, novela da faixa das 21h da Rede Globo escrita por Walcyr Carrasco, para fazer uma visita a sua amiga Fernanda Rodrigues, intérprete de Fabiana.

“Faz um tempão que não entro em estúdio de novela, eu amo, é nostálgico. Fiz quatro anos do seriado ‘Sandy e Júnior’”, revelou ela enquanto observava o local.

+BBB18: Após fazer ameaças ao vivo contra Wagner, Caruso se manifesta e manda novo recado

Em seguida, Sandy imitou uma fala de Fabiana e a atriz então afirmou que ela poderia ser sua dublê, perguntando depois se ela tinha o desejo de interpretar uma vilã. “Claro! Sonho da vida ser má”,respondeu Sandy, sem nem hesitar.

A cantora também falou sobre a amizade com Fernanda e elogiou: “Eu já cozinhei na casa dela, mas ela não sabe cozinhar. A gente chega a ficar três, quatro meses sem se ver, porque ela mora longe e trabalha muito. Mas nossa sintonia foi imediata em ‘Estrela Guia’”.

SANDY FAZ REVELAÇÃO SOBRE CASAMENTO

A cantora Sandy fez uma revelação durante a sua participação no programa Vai Fernandinha desta terça-feira (10). Elas falaram sobre a vida de casada e a cantora resolveu dizer que nenhuma família é totalmente feliz: “Ninguém é feliz como em comercial de margarina. Não é fácil, mas é possível”.

“A gente escolhe estar junto, não é porque tenho filho (Theo, de 3 anos) e ‘filho segura casamento’, não é porque ‘estamos há muito tempo e todo mundo tem defeitos, se separar e arrumar outro tem que aturar os defeitos do outro’, não é isso. A gente escolhe estar junto”, afirmou.

+Sem novas oportunidades na Globo, atriz tenta virar apresentadora em canal de televendas

“Não é um relacionamento fácil, uma alegria o tempo inteiro, mas a gente consegue reconhecer que vale a pena”, concordou o marido, que também participou da entrevista. “A gente é muito perfeccionista, temos ideias divergentes e os dois são teimosos, têm muitas convicções”, explica.

“O Lucas me ajuda a me enxergar como pessoa. Descobri quem sou musicalmente ainda mais, ele me ajuda a me entender, é meu terapeuta, meu psicólogo em casa. Ele é meu chão, a pessoa para quem eu me exponho nua e crua, sem maquiagem, do jeito que sou no meu estado mais primitivo e essencial, do jeito que nasci, do jeito que ninguém sabe que eu sou. Ele me aceita assim, com todos os defeitos”, disse.

E sobre o início do casamento, ela confessa: “Olhei pra ele e comecei a chorar. Não conseguia nem dizer ‘sim’. Nos primeiros seis meses de casamento achei que ia ficar louca, achava que ele fazia coisas para me provocar, mas era só o jeito dele. O primeiro beijo foi bom, mas minha boca estava seca porque eu estava muito nervosa”.

“A segunda vez foi melhor, ficamos dois anos namorando e desandou, degringolou. Ele sempre foi muito bravo, sou brava também. A gente era muito amigo, ele era meu melhor amigo, fiquei muito arrasada de a gente terminar”, explicou.

“Ficamos separados 1 ano e meio, ele namorou, eu tive paixonites por aí. Meu irmão o chamou pra passar o carnaval na fazenda e ele estava uma pessoa totalmente diferente, resolveu ser o cara: comia e dormia nos horários regulares, , lia mitologia grega, estava lindo, sarado. Depois soube que era só para me conquistar”, continua.

“Aí eu que fiz o pedido de namoro. Peguei uma flor, ajoelhei na frente dele e perguntei ‘quer namorar comigo?’. A gente recomeçou e não parou mais, desde 2004”, completa. Confira como foi:

Sandy revela desejo de interpretar vilã e diz se voltará a trabalhar como atriz

amei