Lívia Andrade puxa ficha criminal de fã apaixonado e descobre passado complicado

GPS da FAMA

A apresentadora Lívia Andrade em polêmica. (Foto: Reprodução/SBT)

A apresentadora Lívia Andrade soltou o verbo na tarde da última segunda-feira, 19/03, e surpreendeu a quem assistia ao programa Fofocalizando. A loira contou que estava havendo uma confusão na portaria do SBT. Lívia disse que um homem estava na portaria da emissora paulista afirmando ser o seu marido. “Engraçado que meu marido nem em São Paulo está”, afirmou a apresentadora, que ficou irritada com a situação e desabafou ao vivo.

+ Cabo da Polícia Militar detona apresentador da Record, faz desafio e manda recado: “exigimos que você se retrate”

Para a revista Quem ela deu mais detalhes. “Um cara foi no SBT tentando se passar pelo meu marido, eu estava no ar ao vivo, pedindo liberação na portaria para subir. E a produção foi comunicada e eu fui comunicada no palco e eu falei que não era e nem poderia ser meu marido porque ele estava viajando. E o cara insistiu dizendo que era meu marido e queria subir. Os seguranças mandaram a foto e eu falei que não era meu marido. E ele continuou insistindo e apresentou documentos e tudo”, contou.

E continuou: “O que me chocou foi a cara de pau do cidadão de ir até uma emissora de televisão colocar a cara para bater e tudo. E eu puxei a ficha do cara e não é um fã. É um cara que estava preso por agressão. Ele agrediu por mais de três vezes mulheres. Ele foi preso e solto para ter tratamento em uma clínica psiquiátrica, que no caso, não está tendo tratamento nenhum né?! Ele está solto na rua e foi atrás de mim. Este cara, com certeza, estava com uma péssima intenção.”

+ Record fixa estreia da novela Jesus e inicia pré-produção

A loira revelou não ter medo da situação. “Eu não fico com medo. Eu fico revoltada em saber que tem gente assim livre, leve e solta na rua, tentando fazer o crime com outras pessoas. Eu poderia ser outra vítima desse cara. Graças aos seguranças do SBT, graças aos cuidados que a gente tem na emissora, esse tipo de gente não chega até a gente. Mas ele pode fazer uma próxima vítima, que de repente não tenha tanta sorte e esses cuidados todos que a gente tem lá. E o que encoraja essas pessoas é a impunidade. Ele agrediu várias mulheres e conseguiu ser solto. Isso estimula o psicopata, o criminoso o assassino a cometerem os crimes.”

E, concluiu: “Eu não tenho medo. Eu costumo enfrentar as situações. Eu vivo sempre em alerta porque eu sei bem o mundo que a gente vive. Aquele cara que atentou pela vida da Ana Hickmann era um seguidor meu. Ele tentou também uma comunicação comigo. Mas eu não dei atenção, não respondi ou não atendi às expectativas dele. Ou talvez eu só dei mais sorte do que a Ana Hickmann e ele não foi atrás de mim. Estou acostumada a lidar com pessoas desse tipo. Até porque eu vejo o que acontece nos noticiários todos os dias. Eu eu sei que o mundo está cheio de gente ruim. Uma hora a casa dele vai cair”, conclui ela, que contou ter feito um boletim de ocorrência.”

Lívia Andrade puxa ficha criminal de fã apaixonado e descobre passado complicado

amei