Geovanna Tominaga vence Dancing Brasil 3 e dispara: “Ainda não to acreditando”

GPS da FAMA

Geovanna Tominaga venceu o Dancing Brasil. (Foto: Reprodução)

Geovanna Tominaga e o técnico Lucas Teodoro são os grandes vencedores da  terceira edição do reality show Dancing Brasil. Geovanna levou o prêmio de R$ 500 mil e Teo ganhou um carro 0km.

+ Bumbum de Tatá Werneck é eleito o mais bonito entre os famosos

Pelas redes sociais, Geovanna disse não estar acreditando no que aconteceu. “Ainda não to acreditando… Obrigada a todos que votaram e apoiaram o #Teamgeoeteo Vocês foram essenciais pra essa conquista! @lucasteoo #gratidão ETERNA”, disse a ex-global.

A dupla recebeu 34,82% dos votos do público e disputou o título com Bárbara Borges e Marquinhos e Raissa Santana e Paulo Victor. Geovanna desbancou Bárbara  que atingiu 32,27 dos votos, Raíssa ocupou a vice liderança e conquistou 32,67 de votos. Geovanna que se consagrou a campeã do Dancing Brasil conseguiu pouco mais de 34% dos votos, sendo considerada uma final bastante acirrada.

GEOVANNA RELEMBRA EPISÓDIO MARCANTE COM SUSANA VIEIRA

Geovanna Tominaga, atualmente uma das finalistas do Dancing Brasil de Xuxa na Record, é madura e já possui alguns anos de carreira, mas em 2009, enfrentou uma situação que marcaria para sempre a carreira dela. É que a jornalista e apresentadora ouviu a frase: “Eu não tenho paciência para uma pessoa que está começando”, dita por Susana Vieira em maio de 2009 em uma transmissão ao vivo para o Vídeo Show, onde ela trabalhava na época.

+ Após 14 anos, apresentador sai do SBT e vai para programa de Catia Fonseca, na Band

Apesar de tantos anos, o público não esquece do acontecimento e sempre retoma o assunto com Geovanna. Em conversa com o Noticias da TV, ela comentou a situação e disse não gostar da maneira como o episódio é utilizado hoje pelas pessoas:

“Virou uma espécie de bullying, em muitas empresas isso nunca seria aceito. Fico chateada de ver que as pessoas adotaram essa frase para a vida delas. Nós falamos em respeito, igualdade, direitos humanos… Se é para reproduzir, que seja percebendo que não é uma coisa legal”, explica.

Questionada se ficou chateada na época, Geovanna Tominaga abriu o jogo: “Eu achei engraçado. Não me atingiu mesmo, porque eu já tinha muitos anos de carreira. Mas era eu quem estava no papel de repórter, ela não precisava saber nada da minha vida”, conta ela, que voltou que voltou a entrevistar Susana ainda em 2009 e presenteou a atriz com um microfone.

Geovanna Tominaga vence Dancing Brasil 3 e dispara: “Ainda não to acreditando”

amei