Em Veneza, Bruna Marquezine sai para passear de pijama e surpreende

Bruna Marquezine está em Veneza esbanjando beleza (Foto: Reprodução/Instagram)

Bruna Marquezine está em Veneza e durante esta tarde foi uma das brasileiras a passar pelo red carpet do Festival de Cinema de Veneza. E na noite desta sexta-feira (31) a atriz saiu para passear pelas ruas da cidade italiana e seu look chamou atenção.

+Anitta relembra situações embaraçosas que viveu em aeroportos: “Fiquei com cara de tacho”

Confortável e caro, Bruna usou um pijama de seda da grife Agent Provocateur de 675 doláres, que convertido para o real fica cerca de R$ 2.740 reais. Em seu Instagram ela elogiou o criador da moda.

“Eu não sei quem começou ou criou a moda de sair de pijama, mas eu AMO essa pessoa”, comemorou ela, que atraiu os olhares e arrancou suspiros no evento, usando um vestido longo azul assinado por Albertina Ferretti e joias Chopard.

Bruna Marquezine (Foto: Instagram/Gonçalo Silva)

ACUSADA, BRUNA MARQUEZINE SE MANIFESTA

Bruna Marquezine é uma das atrizes mais talentosas da TV Globo, mas ainda assim sofre com as críticas e ataques feitos pelos internautas. A estrela está em Veneza, esbanjando beleza.

Nesta sexta-feira (31), ela deu uma resposta atravessada a um seguidor que a ofendeu e a acusou de ser conhecida apenas como “namorada do Neymar”, jogador de futebol.

Por qual motivo você fica indo nesses eventos? Só para chamar a atenção, né? Afinal, você não tem uma carreira internacional, só é conhecida como ‘a namorada de Neymar’. Menina forçada que se acha a melhor em tudo”, afirmou a pessoa.

Bruna não se calou diante da ofensa e deixou por escrito um texto sobre seu esforço. “Eu venho porque sou contratada e convidada, e a minha existência não se resume ao meu relacionamento. Com cinco anos, comecei a exercer meu ofício que tanto amo e pretendo continuar exercendo com toda minha dedicação enquanto essa continuar sendo a vontade de Deus. Trabalho duro para conquistar meu espaço e sei que tenho muito para aprender, crescer e alcançar. Sempre temos. Ainda bem! Estar aqui, num festival de cinema como esse, é consequência do meu trabalho e uma honra para mim. Amo poder prestigiar outros artistas que eu tanto admiro e celebrar a minha arte. Eu não me acho melhor do que ninguém, em nada. Essa é a sua opinião, seu olhar um tanto cruel, mas eu acho que entendo. O desmerecimento do outro para a justificação da sua própria infelicidade ou incompetência é algo cada vez mais comum. Triste”, escreveu a global.