Casal fictício terá destaque em nova novela dos autores de Novo Mundo; saiba mais

Alessandro Marson e Thereza Falcão já escreveram Novo Mundo para a Globo (Foto: Divulgação)
Alessandro Marson e Thereza Falcão já escreveram Novo Mundo para a Globo (Foto: Divulgação)

Como o GPS da FAMA já informou, a Globo está preparando uma nova telenovela tendo como temática a vida de Dom Pedro II, o segundo e último Imperador do Brasil. Tudo por causa do sucesso de Novo Mundo, que contou a história de seu pai, Pedro I.

Além de personagens já conhecidos da história como o próprio Dom Pedro, Teresa Cristina e Condessa de Barral, a novela dará destaque a um casal criado pelos autores Alessandro Marson e Thereza Falcão. Trata-se de Pilar e Samuel, que formarão um par romântico, de acordo com a jornalista Patricia Kogut.

+Após sequência pesada, Grazi Massafera dispensa volta à TV e dispara: “Me dá calafrios”

Baiana, Pilar tentará cursar medicina, mas será impedida por ser mulher. Ela irá até o Rio de Janeiro para tentar resolver a situação com o próprio Dom Pedro, e acabará conhecendo Samuel. O rapaz estará na cidade à procura da irmã.

NOVELA DESTACARÁ IMPERATRIZ

Como o GPS da FAMA já informou, os autores Thereza Falcão e Alessandro Marson pretendem repetir a bem-sucedida dose que fez de Novo Mundo um sucesso de audiência. Para isso, eles voltarão a investir na história brasileira do Século XVIII, dessa vez com foco no imperador Dom Pedro II.

De acordo com a jornalista Patricia Kogut, os dois seguem mergulhados nos livros de história, e pretendem concentrar a trama na juventude do monarca. Vale lembrar que Pedro teve uma juventude um pouco mais “agitada” que os outros garotos de sua idade, já que herdou o trono do Império do Brasil ainda criança.

Princesa Leopoldina em Novo Mundo (Foto: Reprodução)

E se em Novo Mundo tivemos grande foco também para a mulher de D. Pedro I, Dona Leopoldina, dessa vez quem receberá essa atenção do lado feminino será a imperatriz D. Teresa Cristina de Bourbon-Duas Sicílias, esposa de Dom Pedro II.

Apesar de pouco estudada atualmente, como Leopoldina, ela era chamada de “mãe dos brasileiros” durante a vida. Sua importância deu nome a várias cidades brasileiras como Teresópolis (RJ), Teresina (PI), Cristian (MG) e Imperatriz (MA).