Apresentadora defende novo programa da Band e comenta sobre Fátima Bernardes, sua concorrente

GPS da FAMA

Natalia Leite estreia na Band com apoio de Ana Paula Padrão (Foto reprodução)
Natalia Leite estreia na Band com apoio de Ana Paula Padrão (Foto reprodução)

A Band estreou nesta segunda-feira o programa Superpoderosas, que tem como apresentadora principal a ex-SBT e Record Natália Leite. Em entrevista, ela falou mais sobre a atração.

Antes, ela se assumiu feminista: “Tem gente que não entende o que significa ser feminista e acha que ser feminista é ser contra homem, ser radical. E não é isso. Mas, definitivamente, eu sou uma feminista. Acredito [por exemplo] que homens e mulheres devem ser remunerados igualmente”.

Sobre a nova atração das manhãs da Band, ela afirmou: “É um programa de empoderamento feminino. Um espaço para discutir como cada mulher avança. Mas é bom que se explique que ‘Superpoderosas’ não será um programa de politização de ideologias. Não estamos ali para fazer política. Estamos ali para fazer escola”.

+ SuperPoderosas estreia na Band com estrela da Globo; confira o cenário e principais comentários

Natália também quis deixar claro que o programa não irá abrir espaço para o que ela chama de “politização de ideologias” e que, para ela, pouco importa que a mulher seja “de direita ou de esquerda”.

E acrescentou: “O importante para mim é que a mulher se desenvolva, que construa a autoestima dela. Não me importa se ela é de direita ou de esquerda, quero que ela aprenda a fazer escolhas a partir da cabeça dela mesma”.

Ela ainda comentou sobre a sua concorrente, Fátima Bernardes, da Globo: “Acho que ela está vivendo um momento lindo, está ‘poderosérrima’. Eu a encaro com muita humildade e senso de responsabilidade. Mas acho que a mesma mulher que assiste ao programa dela pode assistir ao nosso também. Eu a enxergo como inspiração. Sou fã desde sempre“, disse Natália.

Com informações do Uol.

Apresentadora defende novo programa da Band e comenta sobre Fátima Bernardes, sua concorrente

amei