Após fim de Deus Salve o Rei, Johnny Massaro muda o visual e surge completamente diferente

Rodolfo virará um tirano (Foto: Reprodução)

O ator Johnny Massaro deixou para trás de vez o visual de Rodolfo, seu personagem em Deus Salve o Rei, que chegou ao fim no último dia 30 de julho para ser substituída por O Tempo Não Para.

Na trama medieval escrita por Daniel Adjafre, Johnny, príncipe de Montemor, tinha os cabelos longos, na altura dos ombros.

+Após briga, Naldo faz desabafo e revela como está a relação com o pai

Com fim dos trabalho, Johnny impressionou ao surgir com os cabelos curtos e recebeu diversos elogios pela mudança. Confira

Johnny Massaro (Foto: Diuvlgação)
Johnny Massaro (Foto: Diuvlgação)
Johnny Massaro (Foto: Divulgação)
Johnny Massaro (Foto: Divulgação)

JOHNNY MASSARO SE METE EM CONFUSÃO DE CAIO BLAT 

Caio Blat causou polêmica ao publicar no seu Instagram uma foto ao lado de uma mulher, que estava com uma camisa com a seguinte mensagem: “Bruta não, mal domada“. Essa, inclusive, foi a legenda da publicação.

Este post vem dando o que falar na internet e muitos seguidores o consideraram machista. No entanto, quem causou mesmo foi a atriz Maria Casadevall, colega de emissora de Blat, que se indignou e resolveu se manifestar contra a postura do ator global.

Mas houve quem achasse graça da publicação. Foi o caso do ator Johnny Massaro, colega de Caio em Deus Salve o Rei. O intérprete de Rodolfo comentou a publicação do colega de elenco com a frase “te venero”. No entanto, assim como o ator, resolveu pedir desculpas.

“Decidi não me esconder atrás do medo de ser mal interpretado. A gente sabe quem é vítima nessa história e não posso nem quero assumir esse papel. Tenho profundo respeito pela luta feminista. Tenho consciência da importância do sagrado feminino e do alinhamento dessa energia dentro de mim, inclusive, e trabalho para isso. Não vejo qualquer porquê de um ser humano ser – por qualquer motivo que o defina a priori – motivo de destinação ou desrespeito”, afirmou ele.

Massaro contou que conversou com a atriz Carolinie Figueiredo, que foi uma das famosas que criticou Caio Blat, a quem ele chama de “mana”. “Ela me clareou esse caminho, disse: ‘É muito difícil quando a gente busca ser coerente e viver em verdade e, de repente, cai do cavalo’. Mas ninguém está imune. Não é? De repente, você passa a ser aquilo que luta para não ser. Ao mesmo tempo, não. Espera, calma. Eu sei da minha história. Bem, isso tudo é um aprendizado e me deixa mais corajoso e consciente. Penso que faz parte do trabalho reconhecer os erros e os acertos no caminho, com humildade. Não tenho controle sobre o que pensam de mim – e o fato de estar em exposição pode deixar as coisas maiores – e, por isso, preciso jogar ainda mais atenção sobre minhas ações, pensamentos e palavras. Penso que aí mora o que chamamos “coerência”. Através das palavras, por exemplo, fui incoerente em um comentário. Caí do cavalo? Yep! Isso pode me tornar o que você acha que eu sou, beleza. Mas não define quem eu sou”, completou o ator.

No próprio post do Caio, Johnny também se pronunciou. “Amigas, peço perdão. Jamais seria minha intenção consciente rir ou compactuar com uam atitude machista. O  teor do meu comentário se deve a uma relação pessoal minha com um amigo que amo.  (…) Sei que nada justifica meu comentário – uma vez que tantas mulheres se sentiram, com toda razão, desrespeitadas – a não ser dizer que eu sinceramente não o escrevi com  esse intuito”, declarou o ator de “Deus Salve o Rei”.