Amaro Neto rebate Cabo da Polícia Militar do ES que pediu respeito ao apresentador da Record

GPS da FAMA

O apresentador Amaro Neto falou sobre a polêmica com a Polícia Militar do Espírito Santo.  (Foto: Reprodução/Youtube)

O apresentador e deputado Amaro Neto tem sido alvo de retaliações por parte da Polícia Militar no Espírito Santo. Em terras capixabas, Amaro é líder de audiência com a apresentação do Balanço Geral, onde usa sempre termos de comunidades e costuma comemorar a audiência ao vivo pela TV Vitória, afiliada da Record no estado.

+ Dudu Camargo e Marcão do Povo acabam com sonho da Record e consolidam Primeiro Impacto na vice-liderança

Após sofrer ataques por parte do Cabo Cezarino em um vídeo publicado no início da semana, Amaro resolveu responder ao vivo e usando o seu policialesco para tal. “Quem acompanha o Balanço Geral que apresento na TV, conhece as gírias que utilizo no programa. Como tantos outros termos, ‘sapecado’ é utilizado no contexto do programa para se referir quando alguém é atingido por disparo de arma de fogo. Por mais que tentem distorcer o significado, no contexto do programa, o significado é este. Não há outro”, iniciou ele.

“O termo utilizado durante o programa, em referência ao grave atentado contra o soldado da Polícia Militar Afonso Miller Costa de Mello, de forma alguma buscou diminuir a importância da vida do policial, ao trabalho da Polícia Militar ou aos familiares da vítima e, portanto, não pode ser retirada do contexto do Balanço Geral. Sempre nos solidarizamos com situações como esta e esperamos a recuperação do soldado Mello”, continuou.

+ Apresentador da Record se nega a participar da final de seu próprio programa

“Como sempre fiz, defendi as Polícias Militar e Civil, inclusive em minha atuação na Assembleia Legislativa, propondo leis para melhorar as condições de trabalho da categoria e fazendo indicações ao governo estadual”, concluiu o apresentador.

VEJA O VÍDEO NA ÍNTEGRA

Balanço Geral

AMARO ESCLARECE FALA SOBRE ATENTADO A SOLDADO DA POLÍCIA MILITARQuem acompanha o Balanço Geral que apresento na TV, conhece as gírias que utilizo no programa. Como tantos outros termos, ‘sapecado’ é utilizado no contexto do programa para se referir quando alguém é atingido por disparo de arma de fogo. Por mais que tentem distorcer o significado, no contexto do programa, o significado é este. Não há outro.O termo utilizado durante o programa, em referência ao grave atentado contra o soldado da Polícia Militar Afonso Miller Costa de Mello, de forma alguma buscou diminuir a importância da vida do policial, ao trabalho da Polícia Militar ou aos familiares da vítima e, portanto, não pode ser retirada do contexto do Balanço Geral.Sempre nos solidarizamos com situações como esta e esperamos a recuperação do soldado Mello.Como sempre fiz, defendi as Polícias Militar e Civil, inclusive em minha atuação na Assembleia Legislativa, propondo leis para melhorar as condições de trabalho da categoria e fazendo indicações ao governo estadual.

Posted by Amaro Neto on Wednesday, March 21, 2018

Amaro Neto rebate Cabo da Polícia Militar do ES que pediu respeito ao apresentador da Record