Três nomes do PSDB figuram disputa interna para eleição de presidente e devem passar pela Paraíba

0
106
Pedro Cunha Lima recebe governador do Rio Grande do Sul que fará visita à Paraíba no próximo sábado. (Foto: Reprodução)

O PSDB já começou com as prévias partidárias e deixado claro o interesse em colocar um dos nomes da legenda para concorrer à presidência da República em 2022. Três nomes figuram a disputa internamente: o governador de São Paulo, João Dória, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o senador Tasso Jereissati. O segundo virá à Paraíba no próximo sábado (14) e passará por Campina Grande e João Pessoa.

“O PSDB a nível nacional já está vivendo um processo de prévias partidárias para que os filiados, os mandatários do PSDB possam manifestar qual o nome que nos representa nacionalmente. Hoje existem três nomes que fazem parte desse processo de disputa interna. É o nome do governador de São Paulo, João Dória, do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e do senador Tasso Jereissati”, informou ao ClickPB, o deputado federal, Pedro Cunha Lima, presidente estadual do PSDB na Paraíba. 

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

No próximo sábado (14), cumpre agenda na Paraíba, o governador Eduardo Leite. Os tres políticos já fazem um circuito pelo Brasil passando mensagem e análise do cenário político nacional. “Vamos receber o governador Eduardo. Inicialmente em Campina, depois em João Pessoa. Naturalmente os outros nomes, o governador João Dória e  eventualmente o senador Tasso também devem vir a Paraíba. O PSDB estará de portas abertas numa disputa interna tratando de correligionários que estão fazendo um debate democrático dentro do partido. Espero que a gente possa contribuir com o cenário nacional”, frisou.

Ainda segundo o deputado federal, é necessária mudanças. “O Brasil precisa experimentar um novo momento em termos políticos para que a gente possa superar os nossos desafios e encontrar um caminho mais eficiente para a nossa nação”, finalizou.