Tele+Saúde amplia horário de atendimento para população tirar dúvidas sobre Covid-19

0
934

Com o crescimento dos casos confirmados, investigados e de mortes devido à Covid-19, a Prefeitura de João Pessoa vem reforçando várias ações no combate a doença e prestação de serviço a população, seja de orientação ou conscientização. Um desses serviços é o Tele+Saúde, que a partir da próxima segunda-feira (22) terá o horário de atendimento ampliado até as 22h.

Desde que foi criado, o serviço já prestou assistência para mais de 30 mil pessoas sobre a Covid-19 e suas variantes, além de dúvidas também sobre outras doenças. Quando o cidadão liga para o número 3218-9214, ele é atendido por um médico, que faz a avaliação do quadro clínico a partir do relato do paciente. O coordenador do serviço, o médico João Rodolfo, explicou que a equipe também faz a prescrição de medicamento e indicação do serviço de referência básica ou de urgência.

“Também fazemos atendimento clínico para outros tipos de doença, mas a referência é para Covid. Fazemos a notificação da doença através dos sintomas e já inserimos no site do Ministério da Saúde o caso suspeito”, explicou o coordenador do serviço.

O Tele+Saúde funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h, das 12h até 16h e agora em um novo turno, das 16h às 22h. “Para agilizar o atendimento, é necessário que o usuário tenha em mãos identidade e o cartão do SUS”, esclareceu João Rodolfo. Ele também reforçou a importância de manter os cuidados básicos em relação à Covid-19, como lavar as mãos com água e sabão, usar sempre máscaras, manter ambientes ventilados, evitar compartilhar objetos pessoais, ter em mãos álcool 70% e não aglomerar.

Testes – A diretora da Atenção à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Rayanna Coelho, ressaltou que as pessoas devem ter conhecimento de onde procurar atendimento em caso de suspeita ou confirmação da doença.

“A porta de entrada para o atendimento é a unidade de saúde da família de referência do paciente. Lá, o médico faz a avaliação clínica e caso seja necessário, já faz o encaminhado para o serviço de referência. Em casos de sintomas da Covid-19 em estado inicial ou se o paciente teve contato com pessoas contaminadas, o tratamento é iniciado na própria USF, com a prescrição de medicamentos”, explicou.

Em 30 unidades de saúde é feito o teste para o diagnóstico da Covid-19, que é o RT-PCR, também conhecido como o teste do cotonete. A Secretaria de Saúde aumentou o número de testes semanais, que antes eram 300 e agora são 750. “O paciente só será encaminhado para uma unidade de pronto atendimento ou hospitais referência da rede se o mesmo estiver com sintomas graves”, ressaltou Rayanna Coelho.