HTC continua registrando quedas na receita

Não faz muito tempo que a HTC tinha mais de 10% de participação no mercado global de smartphones, porém, nos últimos anos, a fabricante vem amargando prejuízos consideráveis, ao ponto de nem sequer ser mencionada nas estáticas. Agora, os últimos dados financeiros da marca mostram que a situação está piorando em um ritmo acelerado.

As receitas da HTC caíram 37,23% em apenas um mês e 77,41% em relação a julho de 2017. Para termos uma ideia de como o caso é grave, a última vez que a empresa registrou uma receita tão baixa foi em agosto de 2003. Até o momento, a receita geral da fabricante em 2018 é de cerca de US$ 544,6 milhões, e embora os números não sejam pequenos, o valor é 54% menor se compararmos com o mesmo período do ano passado.

A receita no segundo trimestre deste ano foi de US$ 222,2 milhões, no entanto, a HTC registrou um prejuízo líquido de US$ 68,3 milhões. Mas felizmente, nem tudo é problemas. Um dos poucos resultados positivos da empresa em 2018 veio da venda de boa parte de sua divisão móvel para a Google por US$ 1,1 bilhão. Isso fez com que a HTC obtivesse um lucro líquido de US$ 621 milhões no primeiro semestre deste ano.

imagem07-08-2018-17-08-33

Embora os números estejam caindo constantemente, a fabricante taiwanesa continua lançando smartphones top de linha, sendo o últimos deles o HTC U12+. No entanto, os dispositivos quase não causam impacto no mercado. Um dos segmentos que a marca registra boa participação é na indústria de realidade virtual, que graças ao HTC Vive, soma 12%. Entretanto, a divisão não é suficiente para entregar grandes receitas.

Buscando cessar os prejuízos e, possivelmente, “renascer” no mercado de smartphones, a HTC está reestruturando o setor móvel e cortando gastos. Tudo indica que o HTC U12+ será o único smartphone da empresa em 2018, embora exista indícios que a empresa deve lançar um modelo intermediário, mas até o momento, nada foi confirmado.

Portanto, ou a estratégia de reestruturação dá certo e a participação global aumente, ou em pouco tempo os prejuízos ficarão insustentáveis ao ponto da HTC fechar as portas. Esperamos que a empresa consiga retomar seu lugar no mercado, embora a situação esteja bastante difícil.

Fonte: PhoneArena

Veja também…