Descoberta matéria orgânica complexa numa lua de Saturno com um oceano liquido

Pela primeira vez, foram encontradas moléculas orgânicas complexas (contendo carbono) em Enceladus, uma lua de Saturno. Estas moléculas orgânicas são a base da vida como a conhecemos.

Esta lua de Saturno tem sido acompanhada de perto pela comunidade científica após ter sido descoberto em 2015 que debaixo da crosta de gelo existe um oceano líquido de água. Os cientistas desconfiam que este oceano pode reunir todas as condições para ser habitado por vida.

O lugar mais promissor para encontrar vida

Para lá do planeta Terra, Enceladus é de longe o lugar mais promissor para encontrar vida no nosso sistema solar. “Debaixo da superfície de Enceladus encontra-se um local habitável. A grande questão é se é habitado,” referiu Frank Postberg, um cientista planetário na Universidade de Heidelberg na Alemanha à NBC News.

Esta lua, que é a sexta maior das 62 de Saturno, tem os três ingredientes essenciais para a vida: uma fonte de energia, água liquida e moléculas orgânicas. Para além do Planeta Terra, esta Enceladus é o único local do sistema solar onde já se confirmou a existência destes três ingredientes.

Já tinham sido detectados compostos orgânicos simples

Os cientistas já tinham encontrado metano e outros compostos orgânicos simples em Enceladus. Essas moléculas contêm um ou dois átomos de carbono e alguns átomos de hidrogénio. Mas estas moléculas agora descobertas são feitas de centenas de átomos de carbono, hidrogénio, oxigénio e nitrogénio, em arranjos de grande complexidade. São estas moléculas que, apesar de não confirmarem, abrem a possibilidade de existência de vida.

A descoberta veio de uma nave… morta.

A informação referente a estes compostos foi obtida pela Cassini, uma nave da NASA que terminou a sua missão em Setembro de 2017. Os cientistas ainda se encontram a processar toda a informação recolhida e enviada por esta nave fora de serviço.

Para determinar a existência de vida, os investigadores querem agora enviar um engenho especificamente para esta lua com vista a determinar a origem das moléculas.

Fonte: NBC News

Veja também…