A China está a ganhar a corrida pelo 5G aos EUA

Os Estados Unidos da América estão a ficar atrás da China na corrida para construir a próxima geração de comunicação sem fios, conhecida como a 5G, e corre o risco de perder potenciais benefícios económicos, de acordo com um relatório dos consultantes da Deloitte publicado na terça-feira.

A China tem neste momento dez vezes mais locais com suporte a 5G que os Estados Unidos. Em apenas três meses de 2017, a China construiu mais estruturas de suporte a 5G do que os Estados Unidos nos passados três anos.

imagem07-08-2018-18-08-34

Benefícios económicos na vanguarda do 5G

Os primeiros países a adoptar a próxima geração de comunicações sem fios irão conseguir “ganhos desproporcionados”, na medida em que o 5G traz consigo “uma era de grande potencial económico”, segundo este relatório da Deloitte.

Assim sendo, existe uma corrida contra o tempo e, sobretudo, contra as outras potências económicas para quem quiser estar na vanguarda do 5G.

A China tem investido biliões a mais nesta tecnologia

A China já gastou mais $24 biliões de dólares do que os Estados Unidos da América desde 2015, e construiu 250.000 novas torres de comunicações para telemóveis, enquanto que os Estados Unidos construíram menos do que 30.000. Existe também um preço mais baixo (em cerca de 35%) para instalar o equipamento necessário à tecnologia 5G na China comparado aos EUA.

Os Estados Unidos da América ainda podem recuperar a desvantagem

Os americanos ainda estão a tempo de recuperar a diferença, segundo este relatório. É aconselhado às autoridades americanas que reduzam o tempo de implementação, que ofereçam incentivos às empresas envolvidas para colaborar com o governo federal e que implementem bases de dados de estatísticas e de boas práticas.

Esta luta pelo 5G acaba por ser mais um “campo de batalha tecnológico” entre vários em que a China e os EUA estão a competir.

Fonte: Reuters

Veja também…