Sony vai investir fortemente em jogos para a PlayStation 5

0
49
Sony vai investir fortemente em jogos para a PlayStation 5
Sony vai investir fortemente em jogos para a PlayStation 5

O CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, explicou os planos da empresa japonesa em videojogos durante um discurso nas reuniões de estratégia corporativa da Sony relacionadas com o seu final de ano. No discurso de 4a feira à noite, ele notou que a empresa vai investir fortemente em jogos de primeira linha para a PlayStation 5 que oferecem experiências imersivas perfeitas para os jogadores.

Isso significa que os jogadores não têm de se preocupar se a Sony vai continuar a investir em grandes exclusivos como The Last of Us Parte II e Ghost of Tsushima para a PS5, que é lançado durante as férias. Mas Yoshida disse que o futuro dos jogos da Sony vai além do que os jogadores podem fazer no seu sofá a jogar no mais recente hardware da Sony. Também está a tentar chegar a mais pessoas através de jogos na nuvem, jogos remotos e experiências móveis.

A PS5 da Sony terá um desempenho computacional dramaticamente melhor, medido em teraflops, em comparação com a PS4, disse Yoshida. E também desvendou acerca da performance do SSD, que é mais rápido que um disco rígido e permitirá à Sony fazer jogos que são cem vezes mais rápidos do que a geração anterior. Que vão conseguir envolver os jogadores em mundos enormes com transições perfeitas de cena para cena, e os longos tempos de carga deverão ser coisa do passado.

A Sony também está a investir mais num comando de jogos que dá mais feedback tátil, bem como áudio 3D para que possa sentir o que está a acontecer em redor num mundo virtual.

A Sony reportou 21,34 mil milhões de dólares (cerca de 19 mil milhões de Euros) em receitas para a sua divisão de jogos, com 2,87 mil milhões de dólares (cerca de 2,61 mil milhões de Euros) em receitas operacionais, e que a PlayStation 4 atingiu 100 milhões de unidades vendidas até à data, e 94 milhões de utilizadores ativos mensais. Ele disse também que o alinhamento para a PS5 será anunciado em breve.

A força central do negócio da Sony virá das vendas de jogos para a PS4 e para a próxima PS5. E isso fornece as receitas fundamentais do negócio de jogos da Sony. Mas a Sony não pára com o seu negócio tradicional de consolas. Yoshida também disse que os utilizadores serão capazes de pegar nos jogos adquiridos em disco ou através da rede e reproduzi-los a qualquer momento, em qualquer lugar. Ele acredita na melhoria da experiência para melhores smartphones, melhores redes como as próximas redes 5G e novos serviços de jogo.

Os principais serviços aqui irão ser Remote Play, que usa uma PS4 em sua casa como um servidor que transmite jogos para outros dispositivos, e PlayStation Now, um serviço de jogos na nuvem que permite jogar jogos que não temos ainda descarregados e são transmitidos para a sua PS4.

A Remote Play existe desde 2006, enquanto a PlayStation Now teve as suas raízes em 2012 com a aquisição da Gaikai, que desenvolveu o streaming de jogos e tecnologia de compressão. A Sony lançou a PlayStation Now como serviço em 2014. A Remote Play transmite os jogos na PS4 via Wi-Fi para qualquer quarto em casa, usando a PS4 como servidor de jogo. Isto funcionou no passado com smartphones PC e Sony Xperia, mas em março, a Sony acrescentou o iOS para chegar a uma base de utilizadores maior.

Yoshida disse que a Remote Play também será expandida para smartphones Android e que PS5 também terá suporte ao Remote Play. O uso desta funcionalidade cresceu 2,5 vezes de dezembro de 2018 a dezembro de 2019. A PlayStation Now tem demorado a descolar, mas Yoshida disse que atingiu um recorde de 2,2 milhões de subscritores no passado trimestre, comparado com um milhão há um ano. Sem dúvida que cresceu em parte devido às condições de confinamento , e que ajudaram na procura de jogos.

É assim que o futuro dos jogos da Sony vai além do que os jogadores podem fazer no seu sofá a jogar o mais recente jogo , também está a tentar chegar a mais pessoas através da nuvem com os jogos remotos. No exercício findo em 31 de março, a Sony reportou 21,34 mil milhões de dólares (cerca de 19,40 mil milhões de euros) em receitas para a sua divisão de jogos, com 2,87 mil milhões de dólares (cerca de 2,61 mil milhões de euros) de receitas operacionais.

O que é interessante é que a Sony está a pensar mais expansivamente sobre jogos, e não está apenas focada na PS5 para o seu futuro. Nós sabemos isto, mas é informativo vê-lo reforçado pelo relativamente novo CEO da Sony, que assumiu o leme há dois anos e não fala com tanta frequência.

A PlayStation 4 chegou aos 100 milhões de unidades vendidas até à data e 94 milhões de utilizadores ativos mensais para o seu serviço de jogos online PlayStation Network. Conta ainda com 41,5 milhões de subscritores do PlayStation Plus. Este é o núcleo da base de utilizadores da Sony, e permitiu à Sony ter o segundo maior negócio de jogos do mundo, atrás apenas da Tencent da China.

Fonte: Entertainment Report

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Deixe uma resposta