Sindipetro-PB aciona Procon e diz que postos de combustível estão com dificuldades para comprar gasolina e diesel

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (SINDIPETRO-PB) acionou o Procon do Estado devido a dificuldades de os postos de combustíveis no momento de adquirir gasolina e diesel junto às distribuidoras. O ofício, assinado por Omar Hamad Filho, manifesta preocupação diante da possibilidade de desabastecimento, já que os empresários “estão tendo que fazer um verdadeiro contorcionismo para conseguir comprar produtos necessários para o suprimento dos postos e que atenda a demanda do público consumidor”.

O ofício enviado à superintendente do Procon da Paraíba, Késsia Liliana, diz ainda que o navio que estava programado para chegar nesta quinta-feira (24) só irá atracar no Porto de Cabedelo no dia 26, próximo sábado. Omar Hamad ressalta que o navio “deveria já ter atracado em solo paraibano desde a semana passada, ou seja, um retardamento causado por ordem da refinaria e  que só tem agravado ainda mais o cenário mercadológico do segmento de revenda”.

Segundo o presidente do SINDIPETRO-PB, os postos ‘bandeira branca’, sem vinculação a distribuidores, são os mais afetados pela dificuldade na compra dos produtos. “Essa situação é muito preocupante e pode causar um grande desequilíbrio no mercado interno, já que os postos ‘bandeira branca’ cumprem um importante papel, garantindo mais competitividade no comércio varejista de combustíveis”, declara o presidente em ofício.

Nos bastidores, revela Omar, ainda circula que a Petrobras estaria dando um recado e fazendo com que as distribuidoras passem a fretar navios trazendo produtos de fora, com reflexos diretos e significativos nos preços, o que coloca ainda mais em alerta o mercado.

Fonte: ClickPB

Foto: Reprodução