Sindipetro acusa governo de inoperante e repudia decisão do “lockdown”

0
85

O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE DERIVADOS DE PETRÓLEO DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDIPETRO/PB), entidade representante dos revendedores de derivados do petróleo e produtos/serviços congêneres, que em conjunto concretizam aproximadamente 30% (trinta por cento) da arrecadação do ICMS do Estado da Paraíba e geram um expressivo número de empregos, por meio de nota, veio à público externar seu repúdio ao que chama de “intolerável forma com a qual o Governo da Paraíba conduz uma suposta gestão da crise vivenciada pela nossa população em face da pandemia decorrente da proliferação do Coronavírus.”

Na nota, a entidade diz que “​é compreensível a adoção de medidas restritivas visando salvaguardar a vida das pessoas. No entanto, tais medidas exigem que concomitantemente sejam efetivadas ações responsáveis, planejadas, eficientes e direcionadas a ofertar condições mínimas ao reestabelecimento do convívio social e o indispensável desenvolvimento das atividades econômicas.”

Acrescenta que “a publicação neste último sábado (30/05/2020) do Decreto Estadual nº 40.289/2020 revela a estarrecedora incapacidade dos nossos governantes em apresentar diretrizes minimamente eficazes para o enfretamento desse indesejável momento. Nos leva, ainda, a concluir que nada de efetivo e eficiente foi por eles implementado, pois já se passaram praticamente 90 (noventa) dias que se reconheceu o estado de calamidade e apenas se vê o alargamento dos sacrifícios impostos aos paraibanos, sem que em contrapartida a eles tenha sido ofertado melhores condições sanitárias e de serviços de saúde, muito menos perspectivas quanto à necessária retomada das atividades geradoras de renda e manutenção da empregabilidade. A inépcia é latente e lastimável.”

Confira:

CARTA-ABERTA-AOS-PARAIBANOS