Sensitiva revela o que ocorreu no exato momento em que as almas saíram do corpo de Gabriel Diniz, Carol Bittencourt e Ricardo Boechat

0
87
Márcia Fernandes Sensitiva (Foto: Reprodução)
Márcia Sensitiva (Foto: Reprodução)

Em uma entrevista exclusiva para o GPS da FAMA, Márcia Fernandes, a sensitiva, contou o que aconteceu no momento em que as almas saíram dos corpos dos artistas Gabriel Diniz, Carol Bittencourt e Ricardo Boechat. Os relatos são muito intrigantes.

Os acidentes envolvendo Gabriel Diniz, Carol Bittencourt e Ricardo Boechat foram um dos mais brutais da história. Os fãs e familiares foram pegos de surpresa e o país inteiro se comoveu com cada perda. Porém, uma coisa é certa. Quase ninguém sabe o que acontece com a alma da pessoa que morre em tragédias tão violentas como essas. Apenas uma tem total certeza: Márcia Fernandes, a sensitiva.

Veja Também: Daniel Saullo e Maikel Castro, do Power Couple Brasil, têm vídeos íntimos vazados e público reage: “Excitado”

Veja Também: André Marinho, ex-Power Couple, tem vida secreta exposta e amante e filha fora do casamento vem à tona

Veja Também: Power Couple da Record, chega ao final e se mostra um reality mais dinâmico do que Big Brother da Globo

Para início de conversa, a sensitiva Márcia Fernandes conta que sempre que acontece um acidente desse tipo, a pessoa desmaia, pois a morte em si é um desmaio. Quando há pessoas que passam por algo brutal assim, acordam em um plano superior chamado Escola de Santo Agostinho, pois ficam desesperadas ao chegar lá.

A sensitiva Márcia Fernandes. (Foto: Reprodução/Youtube)
A sensitiva Márcia Fernandes. (Foto: Reprodução/Youtube)

“São colocadas na cama para se recuperar. Todos despedaçados pelo espírito por conta do acidente. Quando acorda entra em desespero e é sedada”, conta Márcia Fernandes, a sensitiva.

Mentores de luz chegam a conversar com a pessoa, porém, muitas vezes elas entram em desespero. Ou seja, todo acidentado tem socorro. São os Samaritanos.

“Vem maca, vem tudo, até um negócio chamado aerobus, como um ônibus mesmo para recolher”, diz a sensitiva.

Veja Também: Luísa Sonza escancara bastidor assustador do mundo da fama e entrega tudo sobre Anitta e Pabllo Vittar

Mas há um problema com isso. Muitas vezes a pessoa se revolta por ter morrido, foge daquele plano e vem para a família. Márcia Fernandes gosta de ressaltar que exatamente todos são atendidos pelos socorristas.

“Quando tem morte coletiva, as pessoas ao acordarem nem lembram mais do acidente. É um choque em que a alma entra”, revela Márcia Fernandes, a sensitiva.

Veja as últimas noticias sobre TV & Fama