Seis coisas que são proibidas no app do Nubank; Confira!

0
166
Seis coisas que são proibidas no app do Nubank; Confira!
Seis coisas que são proibidas no app do Nubank; Confira!

Com o objetivo de simplificar a vida financeira dos clientes, o Nubank é um banco digital livre de papéis, agências, filas e burocracias. A empresa oferece um serviço completo e inovador que está disponível a um clique, por meio de aplicativo para Android e iOS.

Apesar da facilidade e flexibilidade, o banco preza pela seriedade, sobretudo pela qualidade e possui um completo plano de regras aos clientes, que devem ser seguidas. Por meio do Contrato de Adesão, o Nubank evidencia quais situações são proibidas ou não recomendadas.

Confira algumas atitudes proibidas pelo Nubank

1. Zelo pelo cartão

É obrigação do cliente armazenar seu cartão físico em lugar seguro e não expor objeto. Essa orientação é utilizada visando evitar fraudes, perdas e roubos. Além disso, o contrato proposto pelo Nubank também sugere que o cliente não divulgue fotos do seu cartão na internet, pois assim evitará ações do mesmo sentido.

Além de zelar pelo cartão, o usuário deve proteger sua senha, que é, sobretudo, pessoal e intransferível. É muito importante que clientes de cartões, não apenas do Nubank, não tenham suas senhas escritas, mas memorizadas. Esse tipo de situação evita danos, roubos ou ações de hacker, por exemplo.

2. Verificação de boletos

Tentativas de fraudes e golpes acontecem em qualquer banco ou serviço financeiro – e os digitais não estão livres disso. Por tal motivo, é muito importante que o cliente verifique a origem dos boletos gerados, principalmente se emitidos de sites desconhecidos ou que tenham alguma divergência com o habitual.

Para esse tipo de situação, o Nubank oferece atendimento ao usuário que tenha alguma dúvida quanto à origem de um boleto. O banco consegue verificar a autenticidade e, caso seja falso, evitar que o cliente caia em engano e tenha que pagar novamente por uma conta.

3. Operações não permitidas

Compras em estabelecimentos que trabalhem com apostas e jogos de azar podem ser negadas pelo Nubank. O banco possui uma severa regulamentação decorrente, inclusive, da legislação brasileira. Essa mesma medida de impedimento é aplicada pela rede MasterCard e segue critérios internacionais de proteção ao câmbio e crédito. Se uma transação do tipo for feita com o cartão, o Nubank pode cancelar o serviço.

4. Carteira Digital

Outra situação expressamente proibida é o uso de carteiras digitais para pagamento das faturas do cartão de crédito Nubank. O uso dessas carteiras faz com que a fatura seja adiada. No entanto, apesar de sutil, a dívida é aumentada e, ao final, as faturas poderão ser ainda maiores.

Na prática, essas carteiras digitais, como Mercado Pago, PicPay ou RecargaPay, são usadas para quitar o boleto com o próprio limite do cartão de crédito. Ao realizar um pagamento deste tipo, o usuário basicamente adia o valor para o mês seguinte.

5. Celular sem requisitos

O Nubank exige que seus clientes possuam celular sempre atualizado e dentro dos requisitos mínimos de uso do aplicativo. Essa norma, inclusive, é ressaltada no Contrato de Uso proposto ao cliente. Os usuários devem ficar atentos às atualizações do app, buscando sempre a versão mais recente nas lojas App Store ou Google Play Store.

6. Mercado de câmbio

Por meio do cartão do Nubank, o cliente tem diversas facilidades de compras internacionais – sejam elas online ou físicas. O banco garante que operações do tipo, que poderiam ser difíceis com outras instituições, sejam facilitadas. Desde outubro de 2018, o Nubank facilita o planejamento de compras internacionais, pois trava o dólar no dia do processamento da compra, e não no dia do pagamento da fatura.

Apesar dessa facilidade, o cliente não pode ignorar outros detalhes necessários relacionados ao mercado de câmbio. Ao realizar compras no exterior, é sua responsabilidade respeitar determinações legais em vigor, sobretudo normas do mercado de câmbio.

Confira também: Alerta Nubank: Financeira irá cancelar cartão de quem burlar pagamento da fatura

Deixe uma resposta