Secitec implanta modelo de economia de energia e funcionamento passa a ser automatizado

0
94

Sustentabilidade energética e economia financeira que pode chegar a 50%. Foi com esses principais objetivos que a Secretaria de Ciência e Tecnologia de João Pessoa (Secitec) implantou, em sua sede, um sistema modular para controle de dispositivos eletrônicos, o que resulta diretamente na economia com o gasto com a energia elétrica.

Desenvolvido pela Inovathys, uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções que promovem a sustentabilidade energética e integrante do Polo Tecnológico Extremo Oriental das Américas (Extremotec), o projeto foi preparado para ser um modelo de baixo custo. Para garantir a sua viabilidade, foi instalado de forma inicial na Secitec, mas poderá ser adotado por outros órgãos da Prefeitura de João Pessoa.

“A Secitec é o órgão responsável por trazer inovações tecnológicas que podem ser implantadas pela Prefeitura no geral para garantir sustentabilidade e redução de custos no uso de energia. Dessa forma, tornamos a gestão dos órgãos municipais mais eficientes e menos onerosos”, ressaltou a secretária Margareth Diniz.

O ‘Sistema Modular para Controle de Dispositivos’ gerencia todos os equipamentos de forma automatizada. Além disso, o sistema monitora e prevê fatos ou ações que ainda nem mesmo aconteceram. Com a instalação de sensores, este sistema funciona por meio de comunicação wi-fi , onde um servidor remoto envia informações pela internet para ligar ou desligar equipamentos que estão conectados ao sistema. Ou seja, de acordo com o horário, cada equipamento será ligado ou desligado com base no movimento de pessoas no ambiente de trabalho.

O sistema permite, por meio da tecnologia integrada com sistemas de Big Data e Business Intelligence, que seja cada vez mais eficiente e inteligente o funcionamento de dispositivos como lâmpadas, ar-condicionados e outros. Isso proporciona, de forma gradativa, a economia e sustentabilidade.

O impacto maior dessa iniciativa é na conta de energia, visto que o sistema gera economia de 30% a 50%. Consequentemente, os danos ambientais são atenuados e a queima de carbono muito menor. O desenvolvimento de ações como esta também têm resultados no mercado, criando um novo segmento para instalação de empresas e oportunidade de trabalho.