Se recuperando de paralisia, Liminha lembra gravação que virou caso de polícia e faz revelações

Liminha conversou com Danilo Gentili (Foto: Divulgação/SBT)
Liminha conversou com Danilo Gentili (Foto: Divulgação/SBT)

Conhecido por ter sido por muitos anos assistente de palco de programa do SBT, Liminha esteve na noite desta segunda-feira, 10 de dezembro, no The Noite, apresentado por Danilo Gentili, e lembrou um pouco de sua carreira na televisão e de alguns sufoco que teve que passar.

“Estava gravando, veio o carro da polícia. Uma pessoa entrou, falou que eu estava maltratando os animais. Eu ia ficar preso, era crime inafiançável. Os advogados do SBT foram comigo, mostraram a fita. O pombo que joguei no auditório já estava morto. Quase fui preso”, lembrou ele.

+Gracyanne Barbosa enaltece ‘pacote volumoso’ de Belo e zoa Léo Santana

Liminha aproveitou para falar com carinho sobre Gugu Liberato. “Comecei apontador de produção, em 1981. Ia ter um corte, falaram ‘você vai ficar só até sexta com a gente’. Encontrei com o Gugu, que era diretor do ‘Domingo no Parque’, contei, ele disse: ‘você não pode ir embora, não. Eu ia de ônibus e às vezes voltava a pé, porque não tinha dinheiro. Era durão mesmo. Gugu disse: ‘Te dou 50 cruzeiros para você me ajudar’”, recordou.

+Cortes em O Sétimo Guardião deixam diretor irritado e revolta toma conta dos bastidores da Globo

E prosseguiu: “Eu era o passarinho do Gugu, fazia show com ele pelo Brasil inteiro. Ele perguntou qual era meu sonho de consumo. Eu falei que era um [carro] ‘Eclipse’, que já tinha R$ 10 mil e ia financiar. Na terça-feira ele mandou um cara lá na minha casa com R$ 40 mil em dinheiro, para eu realizar meu sonho”.

Liminha quando esteve hospitalizado (Foto: reprodução)

Sobre o trabalho com Silvio Santos: “Pra mim é um presente. Além de um grande comunicador, é um excelente ser humano. Não importa o cargo que você tem, para ele todo mundo é colega de trabalho. Ele respeita a plateia, o câmera, o cara da limpeza, do mesmo jeito e da mesma maneira”.

Liminha teve que se afastar recentemente por conta de uma doença e falou sobre o assunto: “Eu estou com uma ‘Paralisia de Bell’. Do nada eu deitei e acordei com a cara torta, as pessoas que falavam para mim. Saí do hospital e vim trabalhar. No começo acharam que eu tinha tido um AVC. A falta de informação sobre a Paralisia de Bell é muito grande. Estou ajudando muita gente com isso. Tem gente que tentou até suicídio”.