Saque do FGTS deve passar de R$ 1.000 durante crise

0
152
Saque do FGTS deve passar de R$ 1.000 durante crise
Saque do FGTS deve passar de R$ 1.000 durante crise

Após o anúncio de implementação do pacote econômico emergencial para o enfrentamento da crise financeira causada pela covid-19, o governo federal vem estudando disponibilizar uma nova rodada de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O valor cogitado para os pagamentos é de R$ 1.045,00 (um salário mínimo).

De acordo os setores do Ministério da Economia, estima-se que 60 milhões de trabalhadores formais serão beneficiados com a medida, que injetará R$ 35 bilhões na economia. Os recursos advêm das chamadas “cotas do PIS/Pasep” (R$ 21,5 bilhões) e do saque imediato do FGTS (R$ 14 bilhões).

Direcionamentos

Sem muitos detalhes definidos, a proposta continua em desenvolvimento. No entanto, se aprovada, a nova modalidade deverá seguir a mesma fórmula do saque imediato, implementado por meio de medida provisória e com limite de valores durante as retiradas. A parte operacional também deverá ficar sob responsabilidade da Caixa Econômica Federal (CEF).

Rumores apontam que a liberação da nova rodada do benefício acontecerá após o encerramento do calendário 2019/2020 do abono salarial, previsto para 30 de junho. Em contrapartida, é possível que haja maior celeridade no processo diante do agravamento da pandemia.

Saque-aniversário em vigor

Enquanto não é  apresentado o novo FGTS, trabalhadores formais de contas ativas (emprego atual) ou inativas (empregos antigos), podem aderir à modalidade de saque-aniversário. Nela, é possível sacar entre 5% e 50% do total disponível no Fundo (acrescido de parcela adicional) e no mês de aniversário.

O calendário de pagamentos, que teve início na última quarta-feira, pagará em abri os nascidos em janeiro/fevereiro, inicialmente. A partir de maio, poderão receber os aniversariantes de março/abril e assim por diante. A liberação do dinheiro sucedeu o fim do prazo de retiradas do saque imediato, encerrado no dia 31 de março. Confira as datas:

Calendário Saque-Aniversário 2020

Veja também a tabela de alíquota aplicada sobre os saldos:

Alíquota Saque-aniversário

Importante: ao optar pelo saque-aniversário, o beneficiário fica automaticamente proibido de realizar a retirada integral do FGTS em caso de demissão sem justa causa (saque rescisão) pelo período mínimo de dois anos. Nesse caso, o que permanece, é apenas o pagamento da multa de 40%, de direito do trabalhador.

Leia ainda: Saque-aniversário do FGTS é liberado para 530 mil trabalhadores; Veja quem recebe

Deixe uma resposta