Samsung revelou seu primeiro módulo de memória DDR5 de 512GB

0
98

A Samsung revelou seu primeiro módulo de memória DDR5 de 512GB baseado no novo processo High-K Metal Gate (HKMG).

DDR5, o novo padrão em DRAM (Dynamic Random Access Memory), é voltado para as demandas de cargas de trabalho de alta largura de banda com grande demanda por computação em supercomputação, inteligência artificial (AI) e aprendizado de máquina (ML), bem como aplicativos de análise de dados.

Como sucessora da popular DDR4, a DDR5 promete dobrar o desempenho em até 7.200 megabits por segundo (Mbps), que é uma velocidade boa o suficiente para processar dois filmes de ultra-alta definição de 30 GB em um segundo – com a nova solução HKMG ajudando a reduzir vazamento de energia.

A memória DDR pode enviar e receber sinais de dados duas vezes durante um único ciclo de clock e permite taxas de transferência muito mais rápidas e capacidades mais altas.

Tecnologia HKMG

A tecnologia HKMG é tradicionalmente usada em semicondutores lógicos, onde aproveita um material dielétrico alto na camada de isolamento para reduzir o vazamento de corrente.

Em estruturas de DRAM, essa camada de isolamento é mais fina, o que geralmente resulta em maior corrente de fuga. Mas com seu novo DDR5, a Samsung agora substituiu o isolador por material HKMG para não apenas reduzir o vazamento, mas também usar menos energia – tornando-o ideal para datacenters onde a eficiência energética está se tornando cada vez mais crítica.

O processo HKMG foi adotado na memória GDDR6 da Samsung em 2018 pela primeira vez na indústria, antes de agora ser expandido para a memória DDR5. A Samsung disse que também aplicou a tecnologia através do silício via (TSV) para a mais recente memória DDR5 para empilhar oito camadas de chips DRAM de 16 gigabits para a capacidade máxima da indústria de 512 GB.

Além do módulo de 512 GB, a Samsung está atualmente testando diferentes variações de sua família de produtos de memória DDR5 para os clientes para verificação e certificação – o que inclui parceiros como a Intel.

O DDR5 da Samsung também possui um circuito de Código de Correção de Erro (ECC) para aumentar a confiabilidade, com o hardware esperado para auxiliar na alimentação dos computadores necessários para, entre outros, pesquisas médicas, mercados financeiros, direção autônoma e cidades inteligentes.

A memória DDR5 de 512 GB baseada em HKMG da Samsung ainda está em fase de verificação, mas provavelmente estará disponível no mercado na segunda metade de 2021.

Fonte

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões