Salão do Artesanato virtual já tem mais de 200 mil visitantes

0
96

O 32° Salão do Artesanato Paraibano já recebeu mais de 200 mil visitantes, fato que atende às expectativas do Governo do Estado quando decidiu pela versão digital do evento em virtude da pandemia. Nesta edição o evento homenageia as tipologias de fuxico e patchwork, com o tema “Retalhos que conectam vidas”.

Nesta segunda-feira (1°), durante o programa semanal Conversa com o Governador, transmitido em cadeia estadual pela rádio Tabajara, o governador João Azevêdo comemorou os números. “Antes, nós realizávamos o Salão em que você tinha um movimento muito grande de pessoas, mas não se compara jamais com o Salão que está hoje na internet e que só de acessos fora do Brasil surpreende a todos. Então, nós ficamos muito felizes por conta de entender e de continuar entendendo que, por mais que o artesanato apresente cultura e conte nossa história, ele é um segmento econômico que gera renda, emprego e que nós fortalecemos muito”, disse, ressaltando que, mesmo após a volta dos salões presenciais, o modelo virtual seguirá sendo adotado paralelamente.

Aberto no dia 8 de janeiro, o Salão do Artesanato Paraibano, cujo tema é “Retalhos que conectam vidas”, será realizado até o dia 7 de março, no site www.salaodoartesanatoparaibano.com.br . A média de visitantes nos Salões presenciais é de aproximadamente 100 mil, para um período de 30 dias.

A plataforma de marketplace foi desenvolvida graças a uma parceria entre o Governo do Estado e o Sebrae, e vem sendo apontada pelos artesãos que participam do evento um sucesso, seja pelo número de visitantes e de vendas ou pela oportunidade de inclusão digital, já que todos os participantes criaram – com auxílio de consultorias ministradas pelo Sebrae – suas próprias lojas virtuais.

A gestora do Programa do Artesanato Paraibano, Marielza Rodriguez, ressaltou que os números, mesmo parciais, já confirmam o que esperava o Governo do Estado. “Quando optamos por fazer o Salão de forma virtual, tínhamos em mente, entre outros benefícios, a divulgação. E é justamente o que temos visto pelos números que nos chegam. A realização do Salão virtual tem trazido resultados muito além dos imaginados. É o potencial do mundo digital”, comentou.

Entre os visitantes que já visitaram o Salão do Artesanato Paraibano estão pessoas de países como Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido e Itália.

Ao todo, já visitaram a plataforma do Salão do Artesanato Paraibano 203.260. As vendas – não incluídas aquelas em que o cliente entra em contato com o artesão por aplicativos de mensagens, por exemplo – já somam R$ 23.910,00. Já as solicitações de orçamento e encomendas no link externo chegam a 2.242.

Edição inédita – Por conta da pandemia, o Salão do Artesanato Paraibano, que já foi incorporado ao calendário de eventos da Paraíba, teve de se adaptar. Assim, a 32ª edição do evento está sendo totalmente digital.

Para isso, a parceria entre o Governo do Estado e o Sebrae foi essencial na elaboração de uma plataforma de marketplace.

Pelo site www.salaodoartesanatoparaibano.com.br  clientes de todo o mundo têm à disposição de um click ou do toque toda a riqueza do artesanato paraibano, em suas mais diversas topologias: metal, madeira, brinquedos populares, fuxico e patchwork, estas duas últimas homenageadas desta edição, que tem como tema “Retalhos que conectam vidas”.

Artesãs homenageadas – A 32ª edição do Salão do Artesanato homenageia 14 artesãs que trabalham com as técnicas de fuxico e patchwork.

As artesãs homenageadas são: Rosângela da Rocha Pedro (Rosa Flor do Patchwork), Mariland Filgueira de Araújo, Janaína de Souza Silva, Odaísa Aires da Silva, Creosvalda Silva Araújo, Maria Alves dos Santos, Ana Maria de Holanda Silva, Ana Maria Trigueiro Beserra, Carolina Piquet, Maria do Socorro Costa, Honorina Cabral Figueiredo de Andrade, Elenilza França de Souza, Maria do Socorro dos Santos Leite e Izilda Firmina Pereira.