Saiba como pedir saque de R$ 1.045 do FGTS a partir desta segunda, 7

0
60

Os trabalhadores que não conseguiram fazer o saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) têm a partir desta segunda-feira, 7, para manifestar seu arrependimento e pedir à Caixa Econômica Federal que libera novamente o dinheiro.

Para fazer a solicitação, basta usar o aplicativo FGTS, disponível para celulares com sistemas Android e iOS. Os interessados devem ficar atentos porque o pedido pode ser feito apenas até 31 de dezembro. De acordo com as regras do saque emergencial, o dinheiro depositado na poupança social digital deveria ser movimentado até 30 de novembro.

Caso nenhuma transação fosse feita até aquela data, o banco devolveria automaticamente os recursos para a conta de FGTS do trabalhador, devidamente corrigido, o que foi feito na semana passada.

Entretanto, em razão da pandemia, o governo determinou que o saque emergencial ainda poderia ser feito até o último dia do ano, garantindo, assim, o direito de arrependimento. Então, este prazo será aberto nesta segunda-feira.

Saque de até R$ 1.045

Todos aqueles com saldo em contas ativas ou inativas do Fundo de Garantia tiveram a quantia de até um salário mínimo (até R$ 1.045 ) transferida para uma poupança social digital aberta pela Caixa exclusivamente para este fim.

Necessário destacar que a retirada é única, ou seja, nenhum trabalhador pode sacar mais do que R$ 1.045, somando os saldos de todas as suas contas vinculadas de FGTS.

Inicialmente, dinheiro é depositado das contas inativas e de menor valor. Após isso, naquelas com quantias maiores, até chegar às ativas. Os trabalhadores com saldo inferior a um salário mínimo têm a possibilidade de zerar o fundo com a operação.

FGTS emergencial

No segundo semestre deste ano, o governo federal liberou o saque emergencial do FGTS para cerca de 60 milhões de trabalhadores brasileiros. A medida foi uma forma de compensar os trabalhadores da iniciativa privada que perderam renda ou tiveram redução de salário em razão da pandemia. No total, foram liberados R$ 37,8 bilhões para os pagamentos.

Veja também: Como consultar o FGTS? Veja passo a passo