Rússia condena Brittney Griner, jogadora de basquete americana, a 9 anos de prisão

Brittney Griner durante audiência em corte da Rússia — Foto: Evgenia Novozhenina/Pool/REUTERS

A corte russa responsável pelo julgamento da atleta Brittney Griner declarou nesta quinta-feira (4) que a estrela de basquete da WNBA cometeu crimes de porte de drogas e contrabando. Ela terá que cumprir pena de nove de anos de prisão.

Os Estados Unidos pressionaram a Rússia a aceitar um acordo que busca libertar dois norte-americanos presos na Rússia.

Brittney foi detida em fevereiro ao desembarcar em Moscou portando cartuchos de vape com óleo de cannabis. A atleta de 31 anos é considerada uma das melhores jogadoras de basquete do mundo.

Esta é quase a maior pena possível para o crime, que pode chegar a 10 anos de prisão. Brittney também terá que pagar uma multa de 1 milhão de rublos, aproximadamente R$ 85,8 mil.

“É uma proposta séria. Nós os incentivamos a aceitarem. Eles deveriam ter aceitado semanas atrás quando a fizemos pela primeira vez”, disse o porta-voz de segurança nacional da Casa Branca, John Kirby, sem dar mais detalhes.

Washington ofereceu trocar o traficante de armas russo Viktor Bout, que cumpre sentença de 25 anos de prisão nos EUA, por Griner e o ex-fuzileiro naval Paul Whelan, de acordo com fontes com conhecimento da situação.