Romero defende ex-auxiliares envolvidos na Operação Famintos

0
87
Romero defende ex auxiliares envolvidos na Operação Famintos
Romero defende ex auxiliares envolvidos na Operação Famintos

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, do PSD, rompeu o silêncio sobre a Operação Famintos, desencadeada na semana passada pelo Ministério Público Federal, Polícia Federal e Controladoria Geral da União para apurar desvios de recursos públicos e fraudes em licitações de empresa para fornecimento de merenda escolar no município. O gestor campinense saiu em defesa de dois ex-secretários da sua administração envolvidos no escândalo – Iolanda Barbosa (Educação) e Paulo Roberto Diniz (Administração). Disse confiar em que ambos conseguirão esclarecer todos os fatos e desabafou que os ex-auxiliares estão fazendo muita falta na administração municipal por serem quadros técnicos qualificados, de difícil substituição.

Em relação a Iolanda Barbosa, Romero Rodrigues foi enfático: “Sem medo de errar, digo que ela foi e será por muito tempo a melhor secretária de Educação de Campina Grande, diante de todos os indicativos e ações realizadas desde 2013. Trata-se de figura dedicada e compromissada. No momento certo, ela vai conseguir fazer a defesa de tudo isso. É uma pessoa idônea, séria, honesta, e, na demanda da prefeitura, tomaremos as providências necessárias”, salientou. Ao mencionar ações da ex-secretária na Pasta da Educação do município, frisou que esse trabalho desenvolvido possibilitou avanços no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, Ideb, bem como na qualidade do ensino na cidade Rainha da Borborema.

– Em 20018 – prosseguiu Romero Rodrigues – fomos o terceiro município brasileiro que mais avançou na questão de vagas nas creches na pré-escola, uma série de atividades, incluindo valorização dos professores. Isto é inequívoco”. Já com relação ao ex-secretário de Administração, Paulo Roberto Diniz, Romero pontuou que atesta a sua qualidade como um grande técnico, de difícil substituição. E foi peremptório: “É difícil encontrar um quadro como ele e não é fácil substituí-lo, tanto assim que colocamos um interino para responder pela atuação na pasta. Vamos observar as questões técnicas e fazer levantamentos para a escolha do nome. Doeu-me o coração ter assinado duas portarias de exoneração, mas eles solicitaram demissão, em função de ter mais tempo para refletir e apresentar seus respectivos argumentos de defesa”. As declarações foram feitas por ocasião da solenidade para apresentação da pesquisa de satisfação do turista no Maior São João do Mundo, encomendada pelo SindCampina.

Da Redação, com “Correio da Paraíba”

Deixe uma resposta