Revoltada com “SuperMan Bi”, presidente da AMDE/CG faz publicação homofóbica e retira conteúdo após repercussão negativa

Ala Carvalho é coordenadora da PMCG (foto: reprodução/redes sociais)

Assim como o jogador de vôlei Maurício Souza – que foi afastado do Minas Tênis Clube após ser acusado de homofobia, a coordenadora da Agência Municipal de Desenvolvimento de Campina Grande, Alana Carvalho, resolveu retirar do ar uma postagem com tom preconceituoso e homofóbico feita por ela nas redes sociais ao comentar o anúncio da criação de uma história em quadrinhos onde o personagem americano SuperMan assume sua bissexualidade.

A auxiliar de Bruno Cunha Lima, acabou misturando as temáticas e relacionou o tema com citações bíblicas e pensamentos conservadores – bandeiras defendidas pelo presidente Jair Messias Bolsonaro – do qual ela é defensora declarada.

Em um trecho da postagem, feita no Instagram, Alana utilizou termos como “Minoria Lacradora” para se referir as pessoas que possui orientação sexual diferente da dela.

No texto, ela diz que a intenção do criador do personagem era a influenciar o homossexualidade. “Fica claro e evidente a intenção de influenciar uma geração inteira a prática do homossexualismo” disparou a coordenadora.

Informações de bastidores dão conta que a ex-candidata a vereadora teria sido ‘convidada’ a retirar a publicação, por membros do próprio governo, após a repercussão extremamente negativa.

Apesar da exclusão, o blog conseguiu recuperar a publicação antes dela ser removida.