Revisão da Vida Toda no INSS pode aumentar aposentadoria em até 6 vezes; Entenda!

0
286
Revisão da Vida Toda no INSS pode aumentar aposentadoria em até 6 vezes; Entenda!
Revisão da Vida Toda no INSS pode aumentar aposentadoria em até 6 vezes; Entenda!

A Revisão da Vida Toda é um tipo de revisão que favorece aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Com a decisão favorável do Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre o tema, milhares de trabalhadores poderão receber um benefício de valor até seis vezes maior que o atual.

Isso porque, a princípio, os cálculos da aposentadoria consideravam a média salarial do trabalhador a partir de julho de 1994. Essa regra resultava em um benefício de valor mais baixo, principalmente em caso de redução das contribuições após este período.

Com a Reforma da Previdência e a Revisão da Vida Toda, o segurado que atende aos requisitos e antes ganhava o piso da aposentadoria, poderá receber o teto da Previdência. Com isso, o aumento do benefício pode chegar a 485%.  Segundo especialistas, mais de 2 mil aposentados podem ser contemplados com a revisão.

A nova regra depende de diversos fatores, como por exemplo, quem passou a trabalhar por conta própria antes de julho de 1994, e portanto, deixou de contribuir com a Previdência.

Neste caso, mesmo tendo contribuído antes, o valor da aposentadoria pela regra antiga ficava limitado a um salário mínimo, já que o valor era calculado com base apenas nos salários após este período. Com a Revisão da Vida Toda, todos os salários passam a ser considerados, podendo até mesmo chegar ao valor do teto do INSS.

Vale ressaltar que cada caso poderá obter uma quantia diferente após a revisão. Enquanto alguns aposentados poderão ter ganhos de até 400%, com diferença de mais de R$ 4 mil, outros podem ter o benefício revisado para baixo. Assim, é importante realizar os cálculos com atenção e, se necessário, consultar um especialista em Direito Previdenciário para garantir o melhor benefício.

Leia também: Quando devo procurar a Justiça para receber a aposentadoria do INSS?