Receita libera consulta a restituições do IR que ficaram na malha fina

0
121

Já estão liberadas as consultas ao lote residual de restituições do Imposto de Renda de Pessoa Física (IR). No total, R$ 225 milhões vão ser entregues a 136.250 contribuintes em 31 de março. Desse valor, R$ 107 milhões referem-se a grupos prioritários (idosos acima de 80 anos, contribuintes entre 60 e 79 anos, pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e aqueles cuja maior fonte de renda é o magistério).

Os lotes residuais são gerados quando os contribuintes caem na malha fina do IR, mas depois conseguem regularizar a situação. Também foram beneficiados 99.659 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até 16 de março deste ano.

A restituição ficará à disposição no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no Portal e-CAC, no serviço Meu Imposto de Renda.

O contribuinte pode realizar consulta na página da Receita Federal entrar no Portal e-CAC, clicar no serviço Meu Imposto de Renda e pesquisar se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

Caso o valor não seja creditado, o cidadão poderá ir pessoalmente a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Veja também: Como saber se fui aprovado para o novo auxílio emergencial a partir de abril?