Raíssa detona Fulgêncio e pede mudança na Saúde da Capital

0
226

A vereadora Raíssa Lacerda detonou, ontem, na Câmara Municipal de João Pessoa, a atuação do secretário de Saúde da prefeitura da Capital, Adalberto Fulgêncio, acentuando que ele é inoperante, inobstante ter o apoio pessoal, amizade e confiança do prefeito Luciano Cartaxo. “A bancada de oposição, sem politicagem, está fazendo um favor ao prefeito. Se ele tem a amizade pessoal com Adalberto Fulgêncio, que leve o secretário para o sítio no fim de semana”, ironizou Raíssa, acrescentando que oito vereadores querem a exoneração do secretário por não vir correspondendo à expectativa da população.

O líder do prefeito, Milanez Neto, saiu em defesa do secretário de Saúde Adalberto Fulgêncio. Afirmou textualmente, a propósito das insinuações de Raíssa Lacerda: “Nós temos a humildade de reconhecer que a saúde pública não é perfeita, mas também tem avanços. Deveríamos estar discutindo a saúde pública e não a exoneração do secretário”, acrescentou. Fontes políticas ligadas ao próprio prefeito Luciano Cartaxo admitem que Fulgêncio sofre críticas não apenas de vereadores ,mas até de servidores da própria Pasta que comanda, mas consideram difícil que Cartaxo ceda a pressões para afastá-lo do posto.

Adalberto Fulgêncio tem histórico de relacionamento com Luciano Cartaxo desde quando militavam no Partido dos Trabalhadores – Fulgêncio foi presidente do diretório estadual do PT por cerca de sete anos e Cartaxo foi vereador, deputado estadual e prefeito de João Pessoa, na primeira vez, pela sigla, tendo, depois, mudado para o PSD de Rômulo Gouveia e estando atualmente no PV. Sanitarista, com ligações com a Funasa, Fundação Nacional de Saúde, em Brasília, Adalberto foi requisitado nesse órgão por Luciano para vir assumir a secretaria em João Pessoa. As críticas contra ele envolvem falta de medicamentos e outras deficiências em postos e unidades de saúde. Por outro lado, antes de se licenciar do cargo, o prefeito Luciano Cartaxo anunciou medidas que considera importantes para fortalecer a transparência e o combate à corrupção no âmbito da sua jurisdição. Ele ressaltou que pretende disponibilizar códigos-fontes do Portal da Transparência para os governos estaduais e municípios do país, bem como regulamentar a Lei Anticorrupção.

 

Deixe uma resposta