Quando começa o saque emergencial do FGTS? Veja o que diz o governo

0
106

Trabalhadores com saldo no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aguardam com ansiedade a liberação do saque emergencial do FGTS. A medida, criada em 2020, visa socorrer financeiramente os trabalhadores que atuam com carteira assinada em meio a crise econômica atenuada pela pandemia da Covid-19.

Na época, o trabalhador poderia resgatar até um salário mínimo (R$ 1.045 na época) de contas ativas (emprego atual) ou inativas (empregos antigos). O único requisito para garantir o saque era ter saldo disponível na conta. A liberação do dinheiro aconteceu de acordo com o mês de nascimento do beneficiário.

E como fica o saque emergencial do FGTS 2021? Com o recrudescimento da pandemia, ocasionando na segunda onda da doença, o governo federal estuda voltar com a liberação do FGTS. A ideia é liberar um calendário de pagamentos ao final do mês de junho.

Isso porque, por enquanto, o governo concentra seus esforços em creditar as parcelas do auxílio emergencial, destinado a informais, autônomos e desempregados. Ainda de acordo com técnicos da pasta da Economia, existem recursos suficientes que possibilitam a volta do FGTS emergencial sem comprometer a sustentabilidade do Fundo.

Leia ainda: FGTS: Quem trabalhou com carteira assinada entre 1999 e 2013 pode solicitar revisão; Saiba como