Prefeitura de João Pessoa transforma a vida de produtores rurais na Paraíba

0
56

Neste dia 28 de julho é comemorado o Dia do Agricultor e a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) desenvolve um projeto de incentivo à produção rural e a agricultura familiar, que tem transformado a realidade desses trabalhadores no Estado. Por meio do programa Cinturão Verde, da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda e da Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), a PMJP consegue beneficiar mais de 370 agricultores com suas ações.

O Cinturão Verde contempla ao todo 250 famílias de pequenos produtores de alimentos orgânicos, além de pequenos pecuaristas, gerando trabalho e renda com clientela fixa nas feiras em diversos bairros da Capital. O programa contempla agricultores da zona rural de João Pessoa (Gramame, Cuiá, Valentina e Paratibe), atendidos pela Diretoria de Agricultura Familiar da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda. Para se inscrever é necessário estar regularmente cadastrado na PMJP/Cinturão Verde e não ter nenhuma restrição no SPC/Serasa.

“A Prefeitura proporciona maquinário, consultoria técnica, ônibus para auxiliar nas feiras itinerantes, além de uma linha exclusiva de crédito rural, por meio do Banco Cidadão. Com esse trabalho os agricultores conseguem ter todo um aporte estrutural e técnico para desenvolver as suas atividades. No momento estamos preparando os agricultores para retomar as feiras em breve. Durante o isolamento social, o serviço de consultoria e disponibilização de máquinas continuou, mas as feiras foram suspensas. Nos próximos dias devemos anunciar o cronograma de retomada”, explicou Valmir de Sousa, diretor de Agricultura Familiar da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda.

Outro espaço de fomento à agricultura da PMJP é a Cecaf, no José Américo, que reúne 128 agricultores familiares de 26 municípios paraibanos e viabiliza a comercialização de seus produtos. O local proporcionou aos produtores a possibilidade de ter 100% de lucro nas vendas das suas produções, uma vez que as mercadorias saem da mão deles direto para o consumidor. “Conseguimos extinguir a cultura do ‘atravessador’ na vida desses agricultores. Antes eles trabalhavam duro no campo para repassar as mercadorias e ter um lucro parcial da produção, hoje em dia eles podem botar o preço nos produtos com base no esforço que fazem e, sem o repasse de mercadoria, o valor acaba cabendo mais ainda no bolso do consumidor”, explicou Rogeany Gonçalves, coordenadora da Cecaf.

A Cecaf está em funcionamento desde 2015 e no local comercializam exclusivamente agricultores familiares, que tenham Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), do Ministério da Agricultura ou que sejam vinculados a alguma cooperativa agrícola.  No local é possível encontrar produtos como frutas, verduras, peixes, mariscos, aratu, camarão, goma, farinha de trigo, mandioca, coco ralado, leite e óleo de coco (100% naturais), queijos, manteiga, ovos e bolos, comercializados a preços acessíveis para o consumidor. Também é possível encontrar agricultores que trabalhem com produtos orgânicos.

Feira da Cecaf – Acontece sempre às quintas e sábados, das 5h às 13h. Foi retomada no último sábado (25), após os agricultores passarem por testes da Covid-19 e receberem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e as orientações com os novos protocolos de retomada das atividades, fornecidos pela PMJP por meio da Sedurb, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. A Cecaf está localizada na Avenida Hilton Souto Maior, 1.112 – José Américo.