Prefeitura de CG determina que grupo de risco volte ao trabalho presencial

Foto: Reprodução

Uma portaria conjunta das secretarias de Administração e Saúde, de Campina Grande, determina o retorno ao trabalho presencial de todos os servidores municipais, inclusive aqueles que estiverem em grupos de risco da Covid-19.

A medida considera a diminuição dos casos da doença, assim como a melhoria nos índices de internação na cidade.

“O servidor que possua comorbidade descompensada, que apresente laudo médico que aponte para efetivo risco de desenvolver versão grave da COVID19 deverá formular requerimento, via protocolo eletrônico devendo passar por avaliação do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT, passando ao exercício do trabalho remoto”, diz a portaria.

O último boletim da saúde estadual mostra que em Campina Grande 8% dos leitos de UTI covid estão ocupados. É o menor índice, considerando as três macro regiões do Estado.

“Agora as análises serão individualizadas, não mais a priori, como antes. Precisa demonstração de que a comorbidade está descompensada e que haja laudo recomendando o afastamento”, explicou o secretário de Administração, Diogo Lyra.

de Jornal da Paraíba