Pré-vendas são um sucesso: Steam Deck só em 2022

0
548

Como esperado, não faltaram pessoas dispostas a comprar o novo hardware. Já conhecemos o primeiro número de pedidos graças às informações fornecidas no Twitter por Pavel Djundik, o criador do SteamDB. No entanto, estes não são dados oficiais da Valve.

O SteamDB é uma ferramenta que fornece aos usuários muito mais informações sobre o Steam e o que está em seu banco de dados. Ele “verifica” o fluxo de informações enviado pelo cliente Steam.

Os números indicados referem-se às primeiras horas após o início das reservas. O banco de dados da Valve “despejou” essas informações devido a um erro de HTML. A vulnerabilidade foi detectada e corrigida rapidamente. A versão mais cara do Steam Deck atingiu o resultado de mais de 71 mil cópias encomendadas. A grande maioria, 55 mil reservas, veio de países da América do Norte – Estados Unidos e Canadá. O modelo que oferece um drive de 256 GB vendeu um pouco menos, com um resultado de 33 mil pedidos. Foram registradas apenas 5 mil reservas da União Europeia.

Pavel Djundik não informou o número de encomendas da versão mais barata. As primeiras entregas do aparelho estão previstas para começar em dezembro deste ano, e se ainda não fez a sua pré-encomenda, já não conseguirá receber a nova consola ainda este ano, sendo que agora já só em 2022 e a versão de 512GB já só na segunda metade do próximo ano.

As reservas para o Steam Deck podem ser feitas por usuários com uma conta Steam registrada nos Estados Unidos, Canadá, União Europeia e Reino Unido. Outras regiões do mundo ainda precisam esperar.

O recém-anunciado Steam Deck é construído em torno da ideia de uma biblioteca privada de jogos de PC que podem ser jogados num console portátil. Mas, como a Valve admite, alguns dos títulos mais populares no Steam apresentam alguns problemas de execução no dispositivo.

Seems like they fixed it. Canada was same number as US, so it's NA total.

Last numbers we saw:NA 512gb: 55kNA 256gb: 28kEU 512gb: 9.6kEU 256gb: 5kUK 512gb: 7k

— Pavel Djundik (@thexpaw) July 16, 2021

De acordo com relatórios coletados no ProtonDB, jogos como Destiny 2, PUBG, Apex Legends e Rainbow Six Siege não funcionarão bem com o SteamOS pré-instalado da Valve nos consoles. Isso tudo se deve a medidas anti-cheat que não são ativadas no sistema baseado em kernel Linux. Isso faz com que os jogadores sejam cortados dos servidores de jogos multijogador.

Valve mencionou que os desenvolvedores estão trabalhando atualmente em “melhorar a compatibilidade e suporte para medidas anti-cheates”. Caso os esforços dos desenvolvedores não surtam efeito, podemos sempre remover o SteamOS pré-instalado e instalar o Windows – a Valve foi aberta sobre a existência dessa possibilidade.