Escola Legislativa da CMJP divulga lista de inscritos na Turma 1 do Projeto ‘Aprendiz de Vereador’ 2018.2

A Escola do Legislativo Celso Furtado da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) divulgou, na tarde desta sexta-feira (31), a lista de inscritos na Turma 1 do Projeto de Estágio-Visita ‘Aprendiz de Vereador’ 2018.2. O edital com a lista completa pode ser conferido aqui.

Para o presidente da Câmara, vereador Marcos Vinícius (PSDB), a iniciativa da Escola do Legislativo Celso Furtado “abre caminho para que jovens pessoenses exerçam uma cidadania consciente e ativa, a partir do momento em que eles passam a vivenciar, junto a vereadores e servidores da Casa Napoleão Laureano, a produção legislativo e as demais atividades da Câmara”.

“No edital consta a lista com os nomes de todas as 106 pessoas que enviaram formulários de inscrição e situação dos demais requisitos para continuar no processo”, esclarece o diretor da escola Paulo Eduardo de Sá Barreto.

Ele ainda enfatiza que os candidatos, para validar suas inscrições, tiveram que, além dos documentos necessários, entregar um “kit solidariedade” de alimentos não perecíveis nos pontos de recolhimentos, uma novidade este ano.

“Há também as listas de cada opção de gabinete e turno já em ordem cronológica do envio do formulário, para que os habilitados tenham noção de sua posição. De todo modo, está aberto prazo de recurso até 23h59 do próximo dia 03 de setembro”, ratifica.

O ‘Aprendiz de Vereador’ possibilita a cada estudante participar das atividades legislativas inerentes a um gabinete, trabalhando com toda a equipe parlamentar do vereador para o qual for selecionado. O destaque é que, após duas semanas de atividades na CMJP, os universitários vão sugerir projetos que poderão ser aprovados pelos parlamentares da Casa Napoleão Laureano e virarem lei.

Os universitários vão vivenciar os bastidores do Parlamento Mirim através da iniciativa por duas semanas. As iniciativas dos estagiários poderão virar Projeto de Lei (PL), Requerimentos, Indicações, Medidas de Fiscalização ou Estudo Técnico e, se aprovados, vigorarem como normas oficiais da Capital.

Damião Rodrigues