Polícia Civil realizou 73 prisões e devolveu mais de R$ 160 mil às vítimas de crimes na Grande João Pessoa durante o primeiro trimestre de 2022

Mais de R$ 160 mil em dinheiro, apreendidos pela Polícia Civil na Grande João Pessoa, no primeiro trimestre deste ano, foram devolvidos às vítimas de crimes. Os dados são da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (DCCPAT) da capital e mostram também que, no mesmo período, as equipes policiais prenderam 73 pessoas envolvidas em ações criminosas.

Os números constam em 58 procedimentos policiais instaurados pela Delegacia de Crimes contra o Patrimônio. De acordo com as estatísticas, das 73 pessoas presas no período, 53 delas foram autuadas em flagrante delito, durante ações policiais dessa delegacia especializada.

O delegado titular da DCCPAT, João Paulo Amazonas, disse que o trabalho resultou ainda na apreensão de 14 armas de fogo e 539 munições. Nove veículos também foram apreendidos pelas equipes, nesses três meses de investigação.

“São resultados importantes porque estamos tratando de 73 pessoas direta ou indiretamente envolvidas em crimes patrimoniais. E como o objetivo-fim da polícia investigativa é combater a impunidade, em apenas três meses a Polícia Civil fez essas 73 pessoas sentirem o peso punitivo chegar perto. Muitas delas certamente serão condenadas e passarão anos presas, sem poderem cometer mais delitos nas ruas”, disse o delegado.

Fonte: Ascom/Polícia Civil da Paraíba

Foto: Reprodução