PMJP e Coletivo Design Paraibano lançam II Salão temático na área

0
125

Em parceria com o Coletivo de Design Paraibano e o programa João Pessoa Cidades Criativas Unesco foi lançado neste sábado (29), no parque Casa da Pólvora, centro histórico, o II Salão de Design da Paraíba, que contou com a participação de profissionais, empresários e estudantes da área de design do Estado.

O evento teve início às 16h30 com abertura das palestras de Armando Dantas, empresário da Redes Santa Luzia, que falou sobre design de artesanato. Já Ricardo Vasconcelos, da gráfica Santa Marta, ministrou palestra sobre o design editorial; Marco Aurélio, da Cabana Móveis, que falou design mobiliário e Rafael Lemos, do Senai, sobre produção e consumo responsáveis.

“Estamos dando continuidade ao trabalho que foi desenvolvido o ano passado junto com a Prefeitura de João Pessoa. Esse ano, a proposta é apresentar com o Coletivo de Design Paraibano trabalhos de estudantes e profissionais que tenham como norte a produção e o consumo conscientes”, explicou a professora de designer do Unipê, Camille Barbosa de Aquino.

O II Salão de Design acontecerá no período de 5 a 15 de novembro e todos os projetos e produtos desenvolvidos pelos estudantes e profissionais estarão expostos no Celeiro Criativo, onde haverá votação da população para indicação do melhor produto e premiação para os participantes.

A professora de designer gráfico do IFPB, Anália Adriana da Silva Ferreira, comentou que há 40 anos que existem cursos de designer na Paraíba, mas muitos não se conhecem. “Eventos como esse são importantes para os profissionais trocarem experiência, pois muitos não sabem o que é produzido na área”, acrescentou Anália Ferreira.

O programa João Pessoa Cidade Criativa da Unesco vem desenvolvendo e apoiando inúmeras ações, dentre as quais destacam-se o Laboratório de Inovação Cultural (Labin), Sabores e Saberes da Paraíba, Cartografia das Singularidades Culturais, Concurso Fotográfico João Pessoa Cidade do Meu Afeto e outras iniciativas.

O empresário Ricardo Vasconcelos comentou que apesar da crise que o país enfrenta nunca se viu tanto material sendo produzido com uma “pegada” diferenciada. “Hoje a Santa Marta produz os livros no Nordeste e distribui aqui mesmo. Este ano a previsão é de entregar 18 milhões de livros”, comentou na palestra o empresário paulista Ricardo Vasconcelos,  que reside em João Pessoa há mais de cinco anos.

Cidades Criativas – O II Salão de Design é uma das ações do programa João Pessoa Cidades Criativas Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco). João Pessoa entrou na Rede Cidades Criativas em outubro de 2017, como primeira capital brasileira reconhecida pela riqueza do artesanato e cultura popular. A entrada vem promovendo o compartilhamento de experiências com outras cidades participantes. São 180 cidades de 72 países das quais oito são brasileiras: Belém, Florianópolis e Paraty na área da gastronomia; Brasília e Curitiba no design, Salvador na Música, Santos no cinema e João Pessoa no artesanato.