PIS/Pasep: R$ 24,5 bi estão “esquecidos” no banco; Veja se você tem direito

0
161

Cerca de R$ 24,5 bilhões estão parados no banco à espera de trabalhadores brasileiros. Boa parte desse total, R$ 22,8 bilhões, são das cotas do fundo Pis/Pasep, que foi extinto e repassado ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), R$ 1,2 bilhão representam recursos do abono salarial que não foi sacado no calendário antigo, enquanto os R$ 448,4 milhões restantes são do calendário atual.

Cada uma dessas fontes tem um prazo máximo para ser sacado. No caso do abono salarial do PIS/Pasep, o saque só estará disponível até o final deste mês, enquanto as cotas possuem um período maior, e podem ser sacadas até maio de 2025.

Quem tem direito a cota do Pis/Pasep?

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Trabalhadores empregados com carteira assinada em empresas privadas entre os anos de 1971 e 1988 possuem direito a sua cota do Pis, enquanto trabalhadores de empresas públicas que trabalharam durante os mesmos anos, possuem direito a uma cota do Pasep.

Isso acontece pois durante esse período os órgãos públicos e as empresas privadas eram obrigadas a realizar um depósito nos fundos de Pis/Pasep em nome de cada um dos seus funcionários. Desse modo, cada um desses trabalhadores possui direito sobre uma cota desses fundos.

Com a extinção desses fundos, e a criação do FGTS, os trabalhadores passaram a poder retirar esse dinheiro diretamente nas agências da Caixa.

O valor que cada um desses trabalhadores tem direito varia de acordo com cada pessoa, portanto deve ser consultado diretamente por ele, ou por seus herdeiros, em caso de já ser falecido, diretamente com a Caixa.

Para sacar a sua cota, é necessário ir até uma agência da Caixa, munido de um documento de identidade com foto. Já no caso de herdeiros, é necessário além do documento de identidade, uma documentação que comprove ser herdeiro da pessoa que teria direito.

Quem tem direito ao abono salarial do Pis/Pasep?

Já no caso do abono salarial, tem direito ao saque, pessoas que trabalharam com carteira assinada durante, no mínimo, 30 dias no ano anterior (2020); quem recebeu no máximo dois salários mínimos por mês; quem está inscrito no Pis ou no Pasep há mais de 5 anos. Além disso, é necessário, ainda, que a empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente ao governo.

Você pode consultar se tem direito a receber esse valor, através do Aplicativo Caixa Trabalhador ou do telefone 0800 726 0207 caso seja trabalhador de empresa privada, e no caso de ser servidor público, através dos telefones 4004 0001 (se estiver em uma capital ou região metropolitana, 0800 729 0001 (se estiver em outra localidade) e 0800 729 0088 (se for deficiente auditivo).

Leia também: FGTS: Revisão na Caixa pode liberar grande saldo aos trabalhadores