Pesquisadores criaram lente robótica controlada por movimentos oculares

0
62
Pesquisadores criaram lente robótica controlada por movimentos oculares
Pesquisadores criaram lente robótica controlada por movimentos oculares

Uma coisa que é muito comum é o uso de lentes ou óculos para melhorar e/ou ajustar a visão. Claro, nem todos são parecidos, existem vários modelos de óculos e lentes especializadas para cada caso dos pacientes.

Eles são usados ​​por milhões de pessoas em todo o mundo, porém, a situação pode estar indo para um rumo onde óculos e lentes convencionais podem se tornar uma coisa do passado, graças a uma nova lente de contato robótica.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em San Diego, desenvolveram uma lente robótica controlada por pequenos movimentos oculares. O que pode revolucionar tanto a medicina de olhos, quanto tantas outras áreas de tecnologia no mundo inteiro.

A lente

A lente de contato funciona imitando os sinais elétricos naturais no globo ocular humano. Esses sinais, chamados “sinais eletro-oculográficos”, permitem que você movimente o globo ocular mesmo quando seus olhos estão fechados.

Falando à New Scientist, o Dr. Shenggiang Cai, que liderou o estudo, explicou: “Mesmo que seu olho não possa ver nada, muitas pessoas ainda podem mover seu globo ocular e gerar esse sinal eletro-oculográfico”.

A lente de contato é feita de polímeros que se expandem quando uma corrente elétrica é aplicada. Essa corrente é fornecida por cinco eletrodos ao redor do olho, que agem como músculos.

Quando o polímero se torna mais convexo, a lente aumenta o zoom, o que significa que no futuro os usuários podem ampliar o objeto simplesmente piscando para eles. Isso poderia abrir a porta para uma variedade de usos excitantes, que vão desde olhos protéticos a câmeras controladas por olho.

Infelizmente, ainda não está claro quando as lentes de contato estarão prontas para comprar ou quanto elas custarão. Em seu estudo, publicado na Advanced Functional Materials, os pesquisadores acrescentaram:

“O sistema desenvolvido no presente estudo tem o potencial de ser usado em próteses visuais, óculos ajustáveis ​​e robótica operada remotamente no futuro.”

Mas as esperanças da comunidade científica sobre essa nova possibilidade são altas. E não apenas a comunidade científica, entusiastas e outras pessoas muito importantes na área de tecnologia estão de olho nela.

Fonte

Veja também…

Deixe uma resposta