Parceria entre secretarias promove aula sobre permacultura e reciclagem para crianças e comunidades

0
56

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) por meio da parceria entre o Núcleo de Apoio à Gestão Estratégica e Participativa e Participação da Secretaria Executiva de Participação Pública (SEPP) está realizando o projeto Ambientarte, levar conhecimento sobre permacultura e reciclagem para crianças que moram em comunidades.

Na manhã desta quarta-feira (12), foi realizada a primeira aula no Centro de Prática Integral Equilíbriodo Ser, em João Pessoa.

A proposta, segundo explicou a coordenadora do departamento do Nagep, Kilma Cunha de Barros, é que esta experiência se estenda a mais crianças e para outras comunidades. Uma próxima atividade já está marcada para acontecer no próximo dia 7 de junho, no Instituto Christina Wolpert, na Comunidade São Jose.

Durante a aula, as crianças aprenderam sobre a importância da reciclagem para o meio ambiente e conhecer o processo da permacultura, que utiliza recursos naturais dando outras funções a resíduos, o que implica diretamente numa mudança de comportamento e de consumo.

Atentas, as crianças mostraram muita curiosidade sobre o assunto, fazendo perguntas e se mostrando interessadas. Para o chefe de núcleo regional da Participação Popular, o articulador Jonathan Dario, da 1ª Região, esta parceria é de grande importância pelo poder de multiplicação e mudanças de hábitos.

“Quando temos ações diretamente com o povo, a gente tem essa maior abrangência para conseguir resultados bons. Ensinando as crianças sobre o meio ambiente, sobre o que elas estão aprendendo nesta aula, elas vão levar esta experiência para suas casas, a mãe delas poderão se envolver, a vizinha delas também pode se interessar”, afirmou Jonathan.

Pioneirismo – O projeto Ambientarte – Permacultura e Reciclagem é o projeto pioneiro que está levando a permacultura para dentro dos bairros, pois ela já existe nas práticas integrativas da Prefeitura e nas Unidades de Sáude. “Mas esse é o primeiro projeto que está levando a permacultura para crianças dentro da comunidade. É uma ação intersetorial”, afirmou a coordenadora Kilma.

Parceria – A inovação dessa parceria, de acordo com Kilma e Jonathan, são os elementos que têm dentro da Prefeitura e que podem auxiliar numa participação democrática. “Então, a coordenação do Nagep junto ao articulador da Participação Popular, Jonathan Dario, viu que poderíamos fazer um trabalho educativo e social para a comunidade. Esta ação conjunta promove um vínculo maior com a sociedade civil, mostrando que a gestão está aberta para o diálogo, mostrando que os serviços acontecem quando as secretarias estão próximas”, explicou a coordenadora.

A ação também contou com apoio da Secretaria do Meio Ambiente (Semam), Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Centro de Práticas Integrativas e Complementares Equilíbrio do Ser e Conselho Tutelar da Região Praia.

Deixe uma resposta