Trump se reúne com a rainha Elizabeth em Windsor

ap18194577276802Rainha Elizabeth recebe Trump e a primeira-dama americana Melania em Windsor (Foto: AP/ Pablo Martinez Monsivais)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, encontrou-se na tarde desta sexta-feira (13) para tomar um chá com a rainha Elizabeth II, no castelo de Windsor. Ele e a primeira-dama, Melania, foram recebidos na entrada do palácio às 17h, no horário local (13h em Brasília).

A monarca sorriu ao cumprimentar o chefe de Estado americano, que faz a sua primeira visita oficial ao Reino Unido. O marido da rainha, Philip, duque de Edimburgo, que se aposentou de suas funções públicas, não estava presente.

Trump inspecionou a guarda de honra e, em seguida, todos entraram no castelo, distanciando-se das câmeras. Durante a cerimônia de revista às tropas em Windsor, a rainha aparentemente direcionou Trump, mas o presidente abruptamente parou e a rainha foi obrigada a andar ao redor dele.

Enquanto milhares de manifestantes se reuniam nas ruas da região central de Londres para protestar contra a visita de Trump, apoiadores do presidente americano se concentraram no caminho do trajeto de Windsor, que fica a 40 km da capital inglesa.

Trump é o 12º presidente dos EUA a se encontrar com Elizabeth II. Desde que ela assumiu o trono, em 1953, os Estados Unidos tiveram 13 presidentes, e o único com o qual ela não se reuniu foi Lyndon B. Johnson, o democrata que assumiu o cargo após o assassinato de John F. Kennedy em 1963, e que o ocupou até 1969.

Encontro com May

imagem13-07-2018-20-07-24O líder norte-americano vai viajar ainda nesta sexta-feira (13) para a Escócia, onde ficará dois dias hospedado em um clube de golfe do qual é proprietário, antes de embarcar para Helsinque para uma cúpula com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Mais cedo, o presidente americano teve uma reunião com a premiê britânica, Theresa May, em que concordaram que é possível estabelecer um acordo comercial entre os EUA e o Reino Unido após o Brexit. Após a polêmica por causa da entrevista que ele concedeu ao tabloide “The Sun”, ele também negou ter criticado a premiê.

Ele disse que o que May fizer na condução do processo de saída do Reino Unido da União Europeia está bom para os Estados Unidos, adotando um tom bastante diferente do utilizado por ele na polêmica entrevista concedida ao jornal. Trump afirmou ainda que a entrevista ao “The Sun” não incluiu comentários positivos que ele fez sobre a premiê britânica.

“Eu não sei o que eles vão fazer, mas o que você fizer está ok para mim. Essa decisão é sua. O que quer que você faça está tudo bem conosco. Apenas certifique-se de que podemos negociar juntos. Isso é tudo que importa”, declarou após encontro com May, na casa de campo dela, em Chequers.

Na entrevista ao “The Sun”, Trump afirmou que o plano de May para o Brexit “provavelmente pode matar” um acordo de livre-comércio entre o Reino Unido e os EUA . “Se aprovarem um acordo como esse, estaríamos tratando com a União Europeia no lugar de com o Reino Unido, e isso provavelmente pode matar o acordo”, declarou ao jornal.

‘Bebê Trump’

imagem13-07-2018-20-07-24Boneco inflável do presidente dos EUA Donald Trump é visto perto das torres de Westminster Abbey em Londres, na Inglaterra, durante um protesto contra a visita de Trump ao país (Foto: Tolga Akmen/AFP)

Nesta manhã, manifestantes usaram um balão inflável gigante que representa Trump como um bebê durante um protesto na frente do parlamento. O balão de seis metros é laranja, tem braços curtos, um topete e está de fralda. Manifestantes também fizeram uma marcha, chamada ‘Stop Trump’, em que criticavam o chefe de estado americano.

O líder norte-americano vai viajar ainda nesta sexta-feira para a Escócia, onde ficará dois dias hospedado em um clube de golfe do qual é proprietário, antes de embarcar para Helsinque para uma cúpula com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Veja também: Autoridades fazem ensaio para morte da Rainha Elizabeth, revela jornal

Trump e Kim assinam acordo histórico por desnuclearização

Família real britânica terá seu primeiro casamento gay

Feminismo de Meghan pode inaugurar nova era na monarquia

Da Redação Paraíba Debate com G1