TRE nega a devolver os bens para o homem pego com dinheiro na cueca e imagens nas primeiras horas da eleição; compreender

tre pbFoto: Divulgação/TRE

O juiz da 76ª zona Eleitoral de João Pessoa, Marcos Salles, indeferiu um pedido interposto por um homem preso com dinheiro na cueca e imagens dentro de um carro na madrugada do dia 07 de outubro, quando foi realizado o 1º turno das eleições deste ano.

De acordo com a Polícia Militar, o rapaz estava nas proximidades do Bairro de São José, João Pessoa, distribuir cartões de oração e dinheiro para os moradores, quando foi abordado. Além da quantidade, que estava com ele no momento do flagrante, a polícia encontrou r$ 14 mil no interior do carro e um celular que foi apreendido.

Na ação, o requerente afirma que o dinheiro e o instrumento são os resultados do trabalho realizado. Segundo ele, envolvem negociações de alto valor e de que o montante foi destinado para a família, que estaria passando por dificuldades, com contas em atraso.

Na época, a Polícia Federal pediu a quebra do sigilo do telefone para obter acesso ao conteúdo do dispositivo móvel pertencente à envolvidos. O Ministério Público Federal deu parecer favorável e estendido para as investigações do material de campanha que foi apreendido. Por esta razão, o magistrado decidiu negar o pedido do suspeito, negando o retorno do que foi apreendido.

“Neste momento, em face das ações tomadas nos autos do processo de número de protocolo 29.137/2018, que tem o mesmo objecto, com o objetivo de dar continuidade às medidas não perseguiram, e que a melhor conclusão a acusação de haver enfrentado, e com base em tais razões de fato e de direito contidos no Parecer Ministerial, indefiro o pedido agora apresentado”, diz o juiz.

Veja também:

  • MPPB denuncia o prefeito, o conselheiro e administrador para o fornecimento de veículos automóveis privados com fundos públicos
  • TRE-PB marca diplomação de eleitos e suplentes no estado da Paraíba