Romero diz que se sente em uma “enrascada” em que o PSDB e vai alterar a festa

Romero

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) confirmou que vai abandonar o ninho tucano, que tem divergências a nível nacional, mas isso vai mudar com calma e dialogará com o senador Cássio Cunha Lima. Ainda no primeiro round, Romero manifestou o seu apoio para as eleições presidenciais Jair bolsonaro, mesmo com a presença de Geraldo Alckmim na partida.

“Eu tenho a insatisfação com o partido, porque eu posicionei, todo mundo sabe, logo no início do primeiro round, em favor de bolsonaro, que também contradiz a lógica de um partido que tinha um candidato próprio. Na verdade, era um bom candidato, não conseguiu empolgar a população brasileira, e tomei a decisão. Voto contrário do partido também não é legal. Então, assim, eu me sinto ‘saia justa’, pela posição que assumi publicamente antes do primeiro turno das Eleições de 2018. Então, além disso, há a possibilidade sim de sair do partido”, disse ele.

Com os tucanos do estado da Paraíba, Rodrigues disse que já conversou sobre o assunto com o senador Cássio Cunha Lima. “Ele já sabe que eu já tenho insinuou isso. Eu falei esta possibilidade para Pedro, inclusive, na minha última viagem para Brasília.”

“Eu devo reconhecer que eu vai promover mudanças no partido, o que faço com tranquilidade em harmonia com os aliados na Paraíba, especialmente com o senador Cássio Cunha Lima, por quem eu tenho um carinho e respeito durante toda a minha carreira política”, disse Romero.

Com PBAgora