Presidente em exercício do Senado dá prioridade à segurança

O presidente em exercício do Senado, senador Cássio Cunha Lima, informou que dará continuidade à pauta prioritária de segurança pública e de desenvolvimento econômico na próxima semana. O representante da Paraíba substitui o presidente Eunício Oliveira, que participa, de 14 a 20 de abril, de um intercâmbio parlamentar no Japão, a convite do governo japonês.

“Vamos manter o ritmo de trabalho do presidente Eunício, principalmente no que diz respeito a votações relacionadas à segurança e às reformas microeconômicas”, disse Cássio na manhã desta última sexta-feira (13).

O senador disse que não haverá tempo, no entanto, para que o Senado vote na próxima semana o projeto que cria o Sistema Único de Segurança (PLC 19/2018), aprovado no último dia 11 pela Câmara dos Deputados.

“Aguardaremos o envio da proposta aprovada na Câmara, mas não acredito que seja possível votar. Para a próxima semana, vamos convocar a Mesa para uma reunião na terça-feira, com temas represados há algum tempo e vamos tratar de assuntos relativos ao Nordeste”, falou o senador.

João Pessoa

Pela manhã da sexta (13), o senador participou de uma reunião de trabalho com técnicos da Secretaria do Tesouro Nacional e da Prefeitura de João Pessoa (PB) para tratar de um empréstimo internacional de US$ 100 milhões à capital paraibana. A verba deverá ser destinada à área de desenvolvimento urbano sustentável.

“João Pessoa é a segunda capital menos endividada do país, com equilíbrio fiscal e fluxo de caixa equilibrado, o que permitirá a contratação desse empréstimo”, destacou Cássio.

Os recursos são para o projeto João Pessoa Cidade Sustentável, uma parceria entre a Prefeitura Municipal de João Pessoa, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Caixa Econômica Federal (CEF). O projeto desenvolvido pela atual gestão municipal prevê a implementação de um conjunto de investimentos destinados a estruturar o desenvolvimento sustentável de João Pessoa pelos próximos 30 anos.

O projeto conta com 60 ações de grande porte que vão preparar a capital paraibana para quando ela atingir a marca de um milhão de habitantes. Dentre as medidas, estão a construção de conjuntos habitacionais no Complexo da Beira Rio, envolvendo oito comunidades que serão completamente urbanizadas; a implementação da Escola de Governança e Gestão, que irá qualificar cada vez mais os profissionais da Prefeitura; além de um investimento importante na segurança urbana e cidadã, por meio da instalação do Centro de Cooperação da Cidade (CCC), onde será unificado todo o monitoramento da cidade, do trânsito às equipes de prevenção de desastres naturais, entre outras ações.

Da Redação Paraíba Debate com Agência Senado